Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Mundo

Pandemia terminará ‘quando todo mundo decidir’ acabar com ela, diz chefe da OMS

Tedros Adhanom voltou a a insistir em uma distribuição mais equilibrada de vacinas em todo o mundo

A pandemia de Covid-19 terminará “quando todo mundo decidir acabar com ela”, pois atualmente dispomos de “todas as ferramentas” necessárias para combater o vírus, assegurou neste domingo (24) o chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus.

“A pandemia acabará quando todo mundo decidir acabar com ela, está nas nossas mãos, dispomos de todas as ferramentas de que precisamos para isso”, declarou o chefe da OMS em Berlim, onde voltou a insistir em uma distribuição mais equilibrada em todo o mundo das vacinas contra o coronavírus.

Tedros Adhanom também lembrou que, “com cerca de 50 mil mortos semanais” no mundo, “a pandemia está longe de ter acabado”.

Ele deu estas declarações na cerimônia inaugural da Cúpula Mundial sobre a Saúde, que reúne a cada ano profissionais de saúde e dirigentes políticos em Berlim.

A OMS estabeleceu como meta que 40% da população de cada país esteja vacinada contra a Covid-19 antes do fim do ano e 70% em meados de 2022.

Tedros Adhanom lamentou em várias ocasiões a concentração de vacinas nos países ricos.

“O objetivo é alcançável, mas só se os países e as empresas que controlam o abastecimento traduzirem suas declarações em fatos”, insistiu na capital alemã.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Agence France-Presse








Você pode gostar