Mundo

ONU faz convite à trégua olímpica durante Jogos de 2008

Por Arquivo Geral 31/10/2007 12h00

A Assembléia Geral da ONU adotou hoje uma resolução que apresenta um convite para que se respeite uma trégua em todo o planeta durante a realização dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Pequim em 2008.

O texto, case proposto pela China, information pills foi aceito por aclamação pelos 192 países que fazem parte do órgão executivo das Nações Unidas.

Esta é a 14ª oportunidade na qual a ONU faz um convite para o fim das hostilidades durante a celebração de uns Jogos Olímpicos, que nesta ocasião acontecerão entre 8 ao 24 de setembro do próximo ano, e dos Paraolímpicos, que acontecem entre 6 e 17 do mesmo mês.

Já o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge, disse hoje que a adoção da nova resolução é um sinal da estreita colaboração entre sua entidade e as Nações Unidas em favor dos “valores universais”.

“A presença da ONU como uma força do bem é sentida em mais países que nunca, e assim também acontece com o Movimento Olímpico”, declarou Rogge em seu discurso perante o plenário da Assembléia Geral.

O líder do COI reconheceu que “o esporte por si só não pode fazer cumprir ou manter a paz”, mas afirmou que “tem um papel vital na construção de um mundo melhor e mais pacífico”.

Já o presidente do comitê organizador dos Jogos de Pequim, Liu Qi, destacou em seu discurso que o texto adotado pela Assembléia Geral capta os conceitos que regerão a próxima Olimpíada.

“O lema dos jogos de 2008 – Um mundo, um sonho e seus conceitos principais de Olimpíadas verdes, Olimpíadas de alta tecnologia e Olimpíadas populares – concentra o desejo do povo chinês e de todo o mundo de paz, progresso e relações amistosas”, acrescentou.

A declaração de uma trégua olímpica é uma tradição que se remonta à antiga Grécia, quando se fazia um convite para se abaixarem as armas enquanto as chamas da tocha olímpica estivessem acessas.






Você pode gostar