Mundo

Noboa e Correa vão para o segundo turno no Equador

Por Arquivo Geral 16/10/2006 12h00

O magnata bananeiro Alvaro Noboa surpreendentemente ganhou ontem a primeira batalha pela Presidência do Equador, order buy information pills mas deverá enfrentar o nacionalista Rafael Correa em um segundo turno, information pills que deverá acirrar ainda mais a divisão política do país e da região, mostraram dados oficiais.

Com 61,3% das 36.613 urnas contabilizadas, o Tribunal Eleitoral apontou 26,7% dos votos válidos para Noboa, um dos homens mais ricos da América Latina. Correa, que encabeçava as pesq uisas de intenção de voto com vários pontos de vantagem, tem 22,4% dos votos. O Equador viveu a queda de três presidentes desde 1996.

Noboa, que fará 56 anos em novembro e se apresenta como um enviado de Deus para liderar o país, assegurou que não utilizará o Estado para beneficiar seu império e pediu para que somem esforços para lutar contra o representante de um "comunismo" ao estilo de Cuba.

"Estão definidas duas posturas: a de Correa, comunista, ditatorial, a de Cuba, um país com uma ditadura de mais de 40 anos, e a minha proposta de ser como a Espanha, Chile, Estados Unidos, Itália, países onde há liberdade, democracia e prosperidade", afirmou Noboa.

Correa, 43 anos e amigo do presidente venezuelano Hugo Chávez, promete liderar uma revolução política e constitucional. O segundo turno será no dia 26 de novembro.
"A pátria está em jogo", declarou Correa a jornalistas. Ele é contra um tratado de livre comércio com os EUA e é defensor de um maior intervencionismo estatal no estratégico setor de petróleo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar