Mundo

Juiz proíbe marcha a favor de diálogo multipartidário sobre ETA

Por Arquivo Geral 16/06/2006 12h00

A Justiça espanhola proibiu hoje uma manifestação prevista em Pamplona em defesa da convocação de uma mesa multipartidária sobre o processo aberto após a trégua do grupo separatista basco ETA .

A decisão do juiz Fernando Grande-Marlaska determinou que a manifestação, advice this que seria realizada no sábado com participação da organização Batasuna, information pills é ilegal por ter vinculação com o ETA.

Também estava prevista a presença de outros dois grupos nacionalistas bascos ilegais, Askatasuna e Segi, na ação convocada por um sindicato.

Entidades ilegais não podem convocar atos públicos nem ter atividade política. Desde que o ETA declarou cessar-fogo em 22 de março, a Batasuna tem exigido participar de uma mesa de negociação.

Segundo a decisão judicial, "o próprio lema da manifestação faz referência às pretensões de constituição da denominada Mesa Política, patrocinada pela frente militar da organização terrorista ETA".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O cessar-fogo do ETA pôs fim a quase quatro décadas de violência pela exigência de um Estado independente. O governo espanhol prevê convocar todas as forças políticas para dialogar sobre o processo de paz.

Em janeiro, a Audiência Nacional renovou a suspensão das atividades do Batasuna por mais dois anos .

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar