Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Mundo

Japão afirma que mísseis chineses caíram em sua zona econômica exclusiva

Algumas ilhas do departamento de Okinawa, no extremo sul do Japão, estão apenas a algumas dezenas de quilômetros de Taiwan

Foto: AFP

Mísseis balísticos chineses teriam caído na zona econômica exclusiva (ZEE) do Japão pela primeira vez, declarou o ministro da Defesa japonês, Nobuo Kishi, nesta quinta-feira (4). “Acreditamos que cinco dos nove mísseis balísticos lançados pela China caíram na ZEE do Japão”, declarou o ministro à imprensa.

A China realiza grandes exercícios militares nas águas ao redor de Taiwan após uma visita à ilha da presidente da Câmara dos Estados Unidos, Nancy Pelosi. “O Japão apresentou um protesto à China por meio de canais diplomáticos”, disse Kishi, chamando o incidente de “um problema sério que afeta nossa segurança nacional e a de nossos cidadãos”.

Algumas ilhas do departamento de Okinawa, no extremo sul do Japão, estão apenas a algumas dezenas de quilômetros de Taiwan. O ministro afirmou que esta foi a primeira vez que mísseis balísticos chineses entraram na ZEE japonesa.

O número de nove mísseis é uma estimativa feita pelo Japão, acrescentou.

A China lançou nesta quinta-feira exercícios militares em uma escala sem precedentes ao redor de Taiwan em resposta à visita de Pelosi entre terça e quarta-feira na ilha, apesar das fortes advertências de Pequim, que considera Taiwan como uma de suas províncias.

A iniciativa de Pelosi é vista pela China como uma provocação, um apoio aos defensores da independência de Taiwan e uma violação da promessa dos Estados Unidos de não ter relações oficiais com a ilha.

© Agence France-Presse

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar