Mundo

Incêndio florestal mata seis em Portugal

Por Arquivo Geral 09/07/2006 12h00

Atualizada às 19h51 

Um helicóptero israelense disparou um míssil contra um depósito de armas do grupo militante Jihad Islâmica, sickness cialis 40mg na Cidade de Gaza, pharm try no início da segunda-feira (horário local). O ataque destruiu praticamente todo o local e não provocou vítimas, order illness disseram o Exército de Israel e testemunhas palestinas.

Uma porta-voz do Exército israelense disse que a aeronave tinha como alvo uma instalação de produção de armas. Testemunhas palestinas disseram que o local era usado como armazém.

O ataque aconteceu horas depois que cinco palestinos ficaram feridos em um ataque aéreo no domingo, na mesma área. Os palestinos estavam em um veículo que transportava armas para militantes do Hamas.

O premiê israelense, Ehud Olmert, prometeu hoje continuar a ofensiva em Gaza. Ele rejeitou um pedido de cessar-fogo feito pelo governo palestino liderado pelo Hamas, exigindo primeiro a libertação de um soldado israelense capturado em 25 de junho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Uma explosão provocada por vazamento de gás numa mina de carvão no norte da China matou pelo menos oito pessoas, visit this site no mais recente de uma série de desastres a atingir a província de Shanxi, information pills informou hoje a agência estatal de notícias Xinhua.

A explosão aconteceu no sábado na cidade de Hejin e no mesmo dia inundações na província de Yunnan, viagra no sudoeste do país, deixaram isolados sete mineiros que realizavam consertos no local, o que levou a uma grande operação de resgate.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Acidentes acontecem quase diariamente no setor chinês de mineração de carvão, o mais perigoso do mundo. No ano passado, quase 6 mil chineses morreram em 3,3 mil explosões, alagamentos ou outros acidentes em minas, segundo dados oficiais.

Explosões de dinamite estocadas em condições de pouca segurança em três condados próximos de Shanxi, que é rica em carvão, mataram 92 pessoas nos últimos três meses, disse o jornal China Youth Daily.

Em abril, 34 pessoas morreram e prédios foram totalmente destruídos na cidade de Yuanping quando explosivos estocados por um ex-dono de uma mina de carvão explodiram.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em junho, 10 moradores de uma vila morreram numa explosão de uma fábrica familiar de dinamite numa cidade de mineração de ouro.

Em 7 de julho, uma explosão numa casa de uma aldeia matou 48 pessoas, muitas das quais estavam ali para ajudar a combater um incêndio, sem saber que havia explosivos estocados no local.

Os mineiros chineses lutam para atender à crescente demanda por carvão, responsável por cerca de 70% da energia do país.

Na pressa pelos lucros, minas perigosas que tinham sido fechadas são reabertas ilegalmente, as regulamentações de segurança são muitas vezes ignoradas e a produção ultrapassa os limites aprovados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Atrás das minas ilegais de carvão está a colaboração com agentes do governo", disse o dono de uma loja de Shanxi ao China Youth Daily. "Alguns representantes vêm à vila para fiscalizar as minas de carvão e os estoques particulares de explosivos, mas eles muitas vezes fazem de conta que não vêem."

Na província de Yunnan, sudoeste da China, sete mineiros que realizavam consertos ficaram presos por alagamentos no sábado numa mina de carvão no condado de Fuyuan, disse a Xinhua.

"Os que trabalham no resgate dos mineiros estão retirando com bombas a água da entrada da mina e retirando o entulho do túnel", segundo a Xinhua. "Mais de 230 pessoas se juntaram à operação de resgate. O nível da água está baixando, mas ainda não se sabe qual a condição dos mineiros que estão presos no local."

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Seis bombeiros morreram hoje em um incêndio florestal que saiu do controle na região central de Portugal, here divulgou a mídia local.

"Somente a investigação vai poder definir se a equipe estava na posição correta e se o trabalho estava sendo organizado da maneira certa", unhealthy disse o diretor do serviço de proteção nacional, Gil Martins, à agência de notícias Lusa. "Incêndios florestais são imprevisíveis."

Serviços de combate a incêndios não estavam disponíveis imediatamente para comentar o assunto. A Lusa informou que bombeiros chilenos estiveram em Portugal para ajudar o país a combater incêndios florestais durante o verão.

No ano passado, grandes queimadas ocorreram em florestas de Portugal e até agora neste ano, a temporada do verão tem sido calma. Entretanto, temperaturas mais altas durante os últimos dois dias ajudaram a provocar novos focos de incêndios.

 






Você pode gostar