Mundo

Hamas nega comunicado lamentando morte de Zarqawi

Por Arquivo Geral 09/06/2006 12h00

 

A Rússia entregou para a Bósnia Dragan Zelenovic, drug approved um servo-bósnio procurado pelo Tribunal Penal Internacional para a antiga Iugoslávia (TPI) por estupros e tortura, viagra sale informou hoje o tribunal de crimes de guerra do país balcânico. 

O governo russo transferiu Zelenovic a autoridades bósnias ontem, price depois que a promotora-chefe do TPI, Carla del Ponte, acusou Moscou de lentidão no caso.

"Dragan Zelenovic vai aparecer diante do juiz para processos preliminares… às 11h30 (6h30 em Brasília)", disse o tribunal em um comunicado. 

Zelenovic, um ex-policial, era procurado pelo TPI em Haia por atrocidades cometidas contra os muçulmanos da Bósnia durante a guerra de 1992-95. Ele foi preso em agosto do ano passado em um distrito do oeste da Sibéria. Segundo a mídia russa, Zelenovic trabalhava na construção civil com um nome falso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A facção palestina Hamas negou hoje ter emitido um comunicado lamentando a morte de Abu Musab al-Zarqawi, this site mas saudou o líder da Al Qaeda no Iraque como um símbolo da resistência à ocupação. 

A Reuters recebeu um comunicado ontem dizendo que o Hamas lamentava o assassinato de Zarqawi por um bombardeio lançado por aviões norte-americanos na quarta-feira, ao norte de Bagdá. 

Sami Abu-Zuhri, um porta-voz do Hamas, afirma que o "Hamas não emitiu nenhum comunicado sobre esse assunto". Ele também disse que o grupo "reitera sua posição de apoio a todos os movimentos de libertação e, desse modo, ao movimento de libertação iraquiano, pelo qual Zarqawi era um dos símbolos frente à ocupação americana". 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Hamas, um grupo militante islâmico, assumiu o governo palestino em março, após ganhar as eleições. O grupo é visto como uma organização terrorista pelos Estados Unidos e pela Europa. 

 

 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE





Você pode gostar