Mundo

Cristina Kirchner foi eleita <i>em votação relativamente livre</i>, diz jornal

Por Arquivo Geral 30/10/2007 12h00

A senadora Cristina Fernández de Kirchner foi eleita como presidente da Argentina “em uma votação relativamente livre e limpa”, generic afirmou hoje em um editorial o jornal “The Washington Post”.

“Não é só que a Argentina sofreu turbulências políticas crônicas, mind mas outros vários Governos latino-americanos, more about liderados por Hugo Chávez da Venezuela, brigam para desmantelar as democracias liberais”.

O jornal indicou que Fernández “foi candidatada por seu marido, o presidente Néstor Kirchner, que mobilizou os recursos do Estado em sua campanha”.

“Mas ela poderia ter vencido sem essa ajuda adicional”, comentou o editorial.

“Os Kirchner gozam de uma grande popularidade surgida do aumento rápido da renda para os argentinos nos últimos quatro anos”.

Segundo o “Post”, “os Kirchner navegaram a campanha eleitoral manipulando os números de inflação e pressionando os supermercados para que mantivessem os preços baixos”.

“Agora, (Cristina) Fernández de Kirchner, que conduziu sua campanha sem ter participado de um debate, ou sequer uma entrevista coletiva, deve tomar uma decisão crucial”, advertiu o “Post”.

Cristina “pode usar seu mandato para administrar o remédio amargo que a economia precisa, incluindo aumentos dos preços de energia e das taxas de juros, uma valorização da moeda e uma reconciliação com o Fundo Monetário Internacional (FMI)”.

Segundo o “Post”, o FMI ainda “tem a chave para a retomada do investimento estrangeiro”.

A alternativa para Cristina, segundo o “Post”, é “que continue o caminho populista de seu marido, até que ocorra outra catástrofe”.






Você pode gostar