Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Mundo

Casal com covid e detido após fugir de hotel holandês está isolado em hospital

Uma porta-voz municipal confirmou que o casal está em um hospital e “está sendo investigado por um possível crime”.

As autoridades holandesas isolaram em um hospital um casal que deu positivo para o coronavírus e fugiu do hotel onde estava em quarentena, informaram responsáveis nesta segunda-feira (29).

Um espanhol de 30 anos e uma portuguesa de 28 foram detidos no domingo pela polícia holandesa em um avião no aeroporto de Amsterdã.

Os detidos faziam parte de um grupo de 61 passageiros de dois aviões procedentes da África do Sul que deram positivo em um teste ao chegarem no aeroporto de Amsterdã no sábado e foram colocados em quarentena.

“Soubemos que havia gente que deixou o hotel, mesmo que tenhamos exigido que ficassem. Então, tivemos que tomar medidas e prendê-los”, disse à AFP Robert van Kapel, porta-voz da polícia de fronteiras no aeroporto de Schiphol de Amsterdã.

“Detivemos os dois rapidamente, a bordo de um avião, e os prendemos. Agora estão isolados em um hospital”, acrescentou.

O hotel onde estavam os passageiros é próximo ao aeroporto. O ocorrido foi depois que as autoridades holandesas determinaram que 13 pessoas das 61 que deram positivo estavam infectadas com a variante ômicron.

Um dos membros do casal deu positivo e tinha que permanecer isolado e o outro deu negativo, mas decidiu ficar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Uma porta-voz municipal confirmou que o casal está em um hospital e “está sendo investigado por um possível crime”.

“O que fizeram não é muito inteligente (…). Na Holanda, não é ilegal estar na rua quando você testou positivo, mas subir em um avião sabendo que é positivo já é outra coisa”, declarou à AFP a porta-voz da Prefeitura de Haarlemmermeer, Petra Faber.

Agence France-Presse

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar