Mundo

Alemanha está disposta a endurecer sanções contra o Irã

Por Arquivo Geral 06/11/2007 12h00

A Alemanha está disposta a aderir ao endurecimento das sanções contra o Irã, viagra se o próximo relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) sobre o programa nuclear iraniano for insatisfatório.

“O Governo alemão está disposto a participar ativamente” de uma nova rodada de sanções, information pills ressaltou hoje o porta-voz do Executivo, Ulrich Wilhelm.

Wilhelm ressaltou que a intenção é evitar que o povo iraniano saia prejudicado, mas deixou claro que o objetivo máximo é impedir que o Irã tenha armas nucleares.

Na sexta-feira, os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU (Estados Unidos, Reino Unido, França, China e Rússia) mais a Alemanha concordaram em Londres com apoiar uma nova resolução com mais sanções contra o Irã por causa de seu programa nuclear.

Espera-se que a chanceler alemã, Angela Merkel, aborde este problema em profundidade durante o encontro que terá este fim de semana com o presidente dos EUA, George Bush, no rancho dele no Texas.

O jornal alemão “Der Spiegel” publica hoje declarações de vários deputados da grande coalizão preocupados com a mudança de tom de Washington com Teerã e pedem à chanceler que tente dissuadir Bush de efetuar qualquer plano militar.

“Espero que Merkel afaste Bush de qualquer estratégia agressiva contra o Irã e diga claramente que ele não conta conosco”, disse o líder da bancada socialista no Parlamento Europeu, Martin Schulz.

“A retórica dos EUA ficou mais dura. Os rumores sobre um ataque militar são ouvidos não só entre os chamados neo-conservadores mas também entre os democratas”, disse o deputado social-cristão Karl-Theodor Guttenberg.






Você pode gostar