Mundo

Al Qaeda no Iraque confirma morte de Zarqawi

Por Arquivo Geral 08/06/2006 12h00

Atualizada  

Motoristas de Sobradinho que precisaram ir ao Plano Piloto esta manhã encontraram o trânsito engarrafado na BR-020, drugs treatment na altura no KM 4, unhealthy check próximo a ponte.

Um carro perdeu o controle e capotou. O motorista, Paulo Henrique Gonçalves, 21 anos, morreu na hora. Havia outras três pessoas no automóvel, uma delas está ferida gravemente. Nenhum dos ocupantes do veículo usava cinto de segurança.

De acordo com testemunhas, o jovem dirigia em alta velocidade e de forma perigosa, fazendo ultrapassagens pelo acostamento. Gonçalves e os amigos voltavam para casa depois de uma noitada em um bar, no Flamingo Shopping.

O líder da Al Qaeda no Iraque, case Abu Musab al-Zarqawi, order foi assassinado em uma ação ao norte de Bagdá, side effects informou hoje o primeiro-ministro iraquiano. Zarqawi era culpado pela decapitação de reféns estrangeiros e pela morte de centenas de pessoas em ataques suicidas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nascido na Jordânia, Zarqawi, que jurou lealdade a Osama bin Laden, virou símbolo da insurgência radical islâmica contra a ocupação dos Estados Unidos. Sua campanha, na qual milhares de pessoas morreram, também é considerada um grande fator de incentivo na tensão entre sunitas e xiitas no país árabe.

Autoridades dos Estados Unidos no Iraque saudaram a morte de Zarqawi, mas advertiram que os seguidores do líder rebelde ainda representam uma ameaça à segurança no país.

O primeiro-ministro da Grã -Bretanha, Tony Blair, afirmou que a morte de Zarqawi é um golpe contra a Al Qaeda em todo o mundo. "Hoje Zarqawi foi eliminado", disse o primeiro-ministro do Iraque, Nuri al-Maliki. O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa transmitida pela televisão e com a presença do principal comandante norte-americano no Iraque, o general George Casey. "Todas as vezes que aparecer um Zarqawi, nós o mataremos".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A recompensa para quem matasse o líder da Al Qaeda era de US$ 25 milhões.

Casey disse que o corpo de Zarqawi foi identificado e que os detalhes serão divulgados ainda hoje.

Maliki, que precisava muito de um ato de sucesso para impulsionar sua autoridade, afirmou que sete assessores de Zarqawi também foram mortos na ação na cidade de Baquba, 65 quilômetros ao norte da capital.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O embaixador dos EUA no Iraque, Zalmay Khalilzad, disse que a morte do líder representa "um grande sucesso". Mas o embaixador e Casey manifestaram cautela e disseram que isso não vai acabar com a violência no país.
A China e o Brasil acertaram a criação de um painel para coordenar um acordo de desenvolvimento nas áreas de energia e de mineração, information pills informou a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China (NDRC, order na sigla em inglês).

Um vice-presidente da comissão, Zhang Guobao, e o ministro de Minas e Energia do Brasil, Silas Rondeau, em visita à China, assinaram um memorando de intenções na segunda-feira. O documento vai estabelecer um comitê que estimulará a cooperação em mineração e energia, informou a NDRC, um importante ator político.

A comissão promoverá o "intercâmbio de informações sobre políticas e regulações, estratégias de desenvolvimento e projetos importantes nas esferas de energia e mineração", e ainda estimulará a cooperação em petróleo, gás natural, energia renovável e energia elétrica, segundo a NDRC.

O gesto de cooperação ocorre no momento em que os dois países discutem o preço do ferro. A Companhia Vale do Rio Doce pressiona a China, maior importadora mundial de minério de ferro, a aceitar um aumentonos preços neste ano, depois de uma valorização de 71,5% no valor de referência em 2005 do produto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As siderúrgicas chinesas continuarão a conversar sobre o assunto com as mineradoras internacionais em junho, mas rejeitam o aumento de 19% nos preços, informou a agência de notícias Xinhua no final de maio.

O novo comitê irá ainda trabalhar para "resolver problemas que surjam durante a cooperação e explorar novas direções e formas de cooperação", disse a NDRC.
Um menor, ambulance de 17 anos, discount foi preso em flagrante com 16 trouxas de maconha. A polícia prendeu o garoto, nesta quinta-feira, por volta das 10h40, próximo ao Colégio Santa Rosa, na 602 Sul, na Asa Sul.

Junto ao infrator estavam Diego Rodrigues da Silva, de 19 anos, e outro menor de 17 anos. Eles foram considerados testemunhas e não suspeitos de porte ilegal de intorpecente.

O jovem que estava com as drogas foi encaminhado para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).
O presidente iraniano, for sale Mahmoud Ahmadinejad, afirmou hoje que ameaças não funcionarão na hora de resolver uma disputa sobre o programa nuclear de seu país. Mas afirmou que o Irã está pronto para esclarecer quaisquer erros de interpretação com o mundo.

O discurso televisionado de Ahmadinejad foi sua primeira declaração pública desde que o Irã recebeu, nesta semana, o pacote fechado pelas seis potências mundiais com o objetivo de acabar com o impasse nuclear.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"As negociações devem ocorrer em uma atmosfera justa. Se eles (a comunidade internacional) acham que podem ameaçar e colocar um pedaço de pau sobre a cabeça da nação iraniana e negociar ao mesmo tempo, eles deveriam saber que a nação iraniana vai rejeitar tal ambiente", declarou ele. "A nação iraniana nunca negociará sobre seus direitos incontestáveis com ninguém", afirmou Ahmadinejad, sem especificar que direitos são estes.

O presidente e outras autoridades iranianas insistiram anteriormente que o país islâmico não abrirá mão do enriquecimento de urânio, a principal exigência do pacote de propostas, porque se trata de um direito nacional.

Ahmadinejad sugeriu que o Irã estava pronto para discutir os desentendimentos com o mundo, sem mencionar os temores nucleares do Ocidente. "Vamos falar sobre preocupações mútuas e resolver os desentendimentos na arena internacional", garantiu.

A Al Qaeda no Iraque confirmou hoje a morte do líder do grupo, sick Abu Musab al-Zarqawi, segundo uma mensagem colocada em seu site.

"Nós anunciamos o martírio de nosso mujahed (guerreiro), o xeique Abu Musab al-Zarqawi, no Iraque… e ressaltamos que isto é uma honra para nossa nação", dizia o texto, publicado em um site islâmico assinado pelo vice de Zarqawi, Abu Abdulrahman al-Iraqi.

No mesmo comunicado, o grupo promete continuar a luta após a morte de seu líder.
O premiê iraquiano Nuri al-Maliki anunciou anteriormente a morte de Zarqawi.

Zarqawi é responsável pela maioria das ações terroristas e seqüestros de civis estrangeiros no Iraque. A morte do diplomata brasileiro Sérgio Vieira de Mello, em agosto de 2003, é uma das ações atribuídas a ele.






Você pode gostar