Economia

Temor com juro dos EUA derruba Bovespa, dólar supera R$ 2,30

Por Arquivo Geral 22/05/2006 12h00

A preocupação com a possibilidade de novos aumentos do juro nos Estados Unidos ainda pesa sobre os mercados brasileiros hoje. Como resultado, unhealthy stuff o dólar superava a marca de R$ 2,30 e a Bovespa perdia 5%.

O movimento de aversão a risco por conta das apostas de que o Federal Reserve pode elevar mais o juro para conter pressões inflacionárias acentuou-se nesta manhã, depois de declarações do diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Rodrigo de Rato.

Rato apontou que o FED, o banco central americano, pode precisar subir mais a taxa, dependendo de como as condições econômicas norte-americanas evoluírem. Com mais aperto monetário nos EUA, surgem as perspectivas de uma desaceleração econômica do país, lembraram analistas.

Às 12h15, a divisa norte-americana era vendida a R$ 2,311, em alta de 4,66%, após subir a R$ 2,317 na máxima do dia. No mesmo horário, o Ibovespa recuava 5,19%, a 35.774 pontos. Pela primeira vez, desde 20 de janeiro, o dólar superou a marca de R$ 2,30.

O risco-país avançava 22 pontos, para 286 pontos-básicos sobre os Treasuries, enquanto o preço dos títulos da dívida externa brasileira recuavam com força. As principais bolsas de valores norte-americanas e européias também cediam.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"A nossa expectativa é de que, com esse movimento de aversão a risco ganhando força nos últimos dias, os investidores devem continuar realocando portfólios", comentou a diretora de câmbio da AGK Corretora, Miriam Tavares.

No mercado de câmbio, além da preocupação externa, também pesava a possibilidade de mudanças em regras para beneficiar os exportadores, depois de declarações do ministro da Fazenda, Guido Mantega, na sexta-feira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar