Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Economia

Para Banco Mundial, ciclo de aperto monetário no mundo traz riscos a emergentes

O líder da instituição acrescentou que a adoção do programa de reestruturação de dívidas do G20, voltado para as economias mais pobres, “estagnou”

O presidente do Grupo Banco Mundial, David Malpass, alertou nesta quarta-feira para os riscos do ciclo de aperto da política monetária no mundo aos países emergentes. “Problemas de desigualdade devem se estender por anos”, advertiu, em evento virtual organizado pelo Instituto Peterson para Economia Internacional (PIEE, na sigla em inglês).

Malpass explicou que o avanço de juros em nações desenvolvidas afetará os países em desenvolvimento. Segundo ele, 1/3 dos emergentes já aumentaram suas taxas básicas.

O líder da instituição acrescentou que a adoção do programa de reestruturação de dívidas do G20, voltado para as economias mais pobres, “estagnou”.

Planos ambientais

O presidente do Grupo Banco Mundial afirmou ainda que a instituições está criando plano de ações para ajudar os países a reduzirem as emissões de gases causadores do efeito estufa. Ele explicou que o combate das mudanças climáticas é uma das prioridades do Banco Mundial.

Segundo Malpass, a entidade não concede empréstimos a projetos em aéreas como carvão.

Estadão conteúdo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar