Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Economia

Busca por dinheiro esquecido trava outros serviços do BC

O serviço foi suspenso pelo Banco Central na terça, depois que as buscas explodiram e sobrecarregaram os servidores

Por FolhaPress 26/01/2022 1h04
BC Foto: Agência Brasil

Suzana Petropouleas

A alta procura pela consulta e resgate dos R$ 8 bilhões esquecidos em contas bancárias, uma ferramenta colocada no ar na noite da última segunda-feira (24), continua provocando problemas mesmo depois de ter sido suspensa pelo órgão.

O serviço foi suspenso pelo Banco Central na terça, depois que as buscas explodiram e sobrecarregaram os servidores, e uma página de aviso foi colocada na principal página do órgão.

Apesar disso, internautas continuaram tentando descobrir se deixaram para trás algum recurso, o que mantém indisponíveis outras informações e serviços do BC. O banco afirma que “trabalha para que o sistema seja normalizado o mais breve possível”.

Corrida ao dinheiro esquecido

Segundo a instituição, o lançamento do SRV “gerou demanda de acessos muito acima da esperada”, o que provocou instabilidade na plataforma do serviço, no site principal do Banco Central e em plataformas como o Registrato e a página Minha Vida Financeira. O Banco suspendeu temporariamente o acesso ao SVR para estabilizar esses sites, informou em nota.

O Registrato é o sistema oficial do Banco que possibilita o resgate dos valores do SRV, além de acesso a relatórios com todas informações de procedimentos financeiros dos brasileiros com valores acima de R$ 200, como a lista de chaves Pix cadastradas em cada CPF, bancos onde se é correntista, consulta a cheques sem fundo, dívidas com órgãos federais e dados de crédito, como empréstimos consignados, e câmbio, como a compra e venda de moeda estrangeira.

O serviço era disponibilizado apenas presencialmente ou via correios, mas o sistema online substituiu os atendimentos presenciais na pandemia. Com a queda do site do BC provocada pelos acessos ao SRV, todos os serviços do Registrato estão indisponíveis.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Calculadoras ficam travadas

Além dele, a página Minha Vida Financeira, que também segue fora do ar, tira dúvidas de cidadãos sobre operações bancárias, operações de crédito, câmbio e outras.

As calculadoras de conversão disponibilizadas pelo BC para cálculo de inflação e câmbio também foram afetadas e seu acesso, como o resto do site, segue instável.

Leia a íntegra do comunicado do Banco Central: O lançamento do Sistema Valores a Receber (SVR) gerou demanda de acessos muito acima da esperada, o que provocou instabilidade em sua página e também nos sites do BC, do Registrato e Minha Vida Financeira. Para estabilizar esses sites, o BC suspendeu temporariamente o acesso ao SVR.
Estamos trabalhando para que o funcionamento dos sites seja normalizado o mais breve possível e também para o retorno do SVR. Manteremos o público informado quanto a esses desenvolvimentos e pedimos desculpas pelo transtorno.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar