Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Vacina: Saúde distribui mais 7,6 milhões de doses

O objetivo é completar os esquemas vacinais de grupos prioritários que precisam da segunda dose. A distribuição começa hoje e está prevista para ser concluída na segunda-feira (21)

Por Guilherme Gomes 20/06/2021 10h48
Frascos rotulados como de vacina contra Covid-19 em frente ao logo da AstraZeneca em foto de ilustração 31/10/2020 REUTERS/Dado Ruvic

Neste domingo (20), o Ministério da Saúde começa a distribuir mais um lote de 7,6 milhões de doses de vacinas Covid-19 para os Estados e Distrito Federal. O objetivo é completar os esquemas vacinais de grupos prioritários que precisam da segunda dose. A distribuição começa hoje e está prevista para ser concluída na segunda-feira (21).

A pasta informou que as doses são da AstraZeneca/Oxford, produzida no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com matéria-prima importada. O imunizante é destinado para a segunda dose de idosos entre 60 e 64 anos, trabalhadores da saúde, e agentes das forças de segurança e salvamento e Forças Armadas que atuam na linha de frente da pandemia

A estratégia de distribuição é definida em reuniões entre União, estados e municípios, observando as confirmações do cronograma de entregas por parte dos laboratórios. O objetivo é garantir a cobertura do esquema vacinal no tempo recomendado de cada imunizante: no caso da vacina da Fiocruz, o intervalo é de 12 semanas.

Desde janeiro, o Ministério da Saúde já destinou a todas as Unidades Federativas mais de 115 milhões de doses de imunizantes contratados, contando com essa nova pauta de distribuição, serão mais de 120 milhões de doses entregues pela pasta. Até o momento, mais de 85 milhões foram aplicadas. Na plataforma LocalizaSUS, você confere todo o andamento da campanha no Brasil.






Você pode gostar