Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Respirador criado na USP é feito em 2 horas e 15 vezes mais barato; projeto foi aprovado em testes com humanos

Primeiros testes com humanos foram realizados com quatro pacientes do Instituto do Coração (Incor) do Hospital das Clínicas (HC) da USP

Um grupo de engenheiros da Escola Politécnica (Poli) da Universidade de São Paulo (USP) criou o ventilador pulmonar emergencial Inspire, que pode ser fabricado em 2 horas e custa 15 vezes menos do que os aparelhos comerciais mais baratos. O aparelho passou por testes técnicos, foi aprovado e agora segue para avaliação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os primeiros testes com humanos foram realizados com quatro pacientes do Instituto do Coração (Incor) do Hospital das Clínicas (HC) da USP. Durante os dias 17 e 19 de abril, os técnicos avaliaram que o respirador não apresentou nenhum problema.

Também foram realizados testes com animais, nos dias 13 e 14 de abril. Todos os testes deram bons resultados. Além de ser produzido em até 2 horas, o equipamento tem custo vantajoso: enquanto os ventiladores convencionais custam, em média, R$ 15 mil, o valor do Inspire é de cerca de R$ 1 mil, de acordo com os pesquisadores envolvidos.

Um dos testes realizado de forma rápida envolveu uma bexiga de aniversário, feita de borracha,  que foi enchida de ar pelo respirador para verificar se o aparelho era capaz de controlar variáveis como pressão e vazão do oxigênio.

O pesquisador Raul González Lima conta que a Poli-USP é responsável apenas pelo projeto, mas a fabricação dependerá de empresas com a autorização da Anvisa. O projeto tem licença aberta para os interessados em produzir o ventilador.

Foto: Divulgação/Poli-USP

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar