Brasil

Polícia Rodoviária Federal intensifica fiscalização nas estradas com Operação Finados

Por Arquivo Geral 01/11/2007 12h00

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou hoje a Operação Finados, no rx com o objetivo de intensificar o policiamento nas estradas federais de todo o Brasil. Até meia-noite de domingo, 9,5 mil policiais vão se revezar na fiscalização dos 61 mil quilômetros de rodovias federais, com a utilização de viaturas, helicópteros, radares, bafômetros e ambulâncias.

O chefe da Divisão de Fiscalização de Trânsito da PRF, inspetor Coraci Fernandes, disse que o número de acidentes nas estradas é maior a cada ano e que a imprudência dos motoristas continua sendo um dos principais motivos. Segundo Fernandes, os motoristas devem ser ainda mais cautelosos no período de chuvas.

“Temos que considerar, nesse período em que as chuvas se iniciam, a redução de velocidade onde estiver chovendo, por causa da própria diminuição da aderência e da visibilidade, para que o condutor tenha condições de reagir diante de qualquer circunstância adversa que possa aparecer durante a viagem”.

De acordo com o inspetor Fernandes, entre as atitudes imprudentes do motorista estão desrespeito a sinalização, ultrapassagem indevida, falta de atenção, velocidade incompatível e consumir álcool antes de dirigir. Segundo ele, esses fatores são responsáveis por 55% dos acidentes nas rodovias brasileiras.

O inspetor explicou que, para inibir o excesso de velocidade dos motoristas, a PRF usa equipamentos medidores de velocidade, tanto móveis como fixos, com registro de imagens, em locais onde a velocidade tem sido o principal fator do aumento do número de acidentes.

Segundo dados da PRF, de janeiro a setembro deste ano, foram registrados cerca de 92,6 mil acidentes, com aproximadamente 5 mil mortos e 59 mil feridos. Em 2006, foram registrados mais de 112 mil acidentes, com cerca de 6 mil mortos e 69 mil feridos.

Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), entre janeiro e setembro, os custos com mortes nas rodovias federais chegaram a R$ 2 bilhões.

A crise aérea e o crescimento da frota de veículos, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal, fizeram com que mais brasileiros optassem por pegar a estradas este ano, o que contribuiu para aumentar o movimento nas rodovias federais.

Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a frota brasileira cresceu quase 90% nos últimos doze anos e hoje o número de veículos emplacados passa de 48 milhões.

A PRF coloca à disposição dos motoristas o telefone 191, para ligações em caso de necessidade.






Você pode gostar