Brasil

Médica defende atenção a sangramentos para detectar câncer de intestino

Por Arquivo Geral 03/11/2007 12h00

O câncer de intestino grosso, remedy conhecido também como tumor do cólon e do reto, cheapest é o quinto tipo de câncer mais diagnosticado no Brasil e pode ser fatal se detectado tardiamente. No início, a chance de cura é de mais de 90%, apesar de o paciente dificilmente apresentar sintomas nessa fase. Os dados são da Associação Brasileira de Prevenção do Câncer de Intestino.

A presidente da associação, Angelita Gama, disse que a melhor forma de prevenir o agravamento da doença é prestar atenção aos sintomas, entre eles sangramento no ânus ou nas fezes e mudanças no hábito intestinal com prisão de ventre ou diarréia. Um outro sintoma comum é a necessidade freqüente de ir ao banheiro.

“Quem tem o câncer de reto passa por uma sensação constante de ir ao toalete mas é um desejo não resolvido. Vai ao banheiro, mas continua o desejo de funcionar o intestino porque a presença do tumor se comporta como fezes no reto e, por isso, há vontade constante de ir ao banheiro”, explica.

Gama destaca que o sangramento pelo ânus causado pelo câncer de intestino pode ser confundido com hemorróidas. “As pessoas se enganam porque ambos provocam sangramento. Como as hemorróidas são mais freqüentes, as pessoas pensam que têm essa doença quando estão com câncer”, disse. No caso desse sintoma, a especialista aconselha uma consulta médica, o que, segundo ela, auxilia também o tratamento precoce.

Desde que detectada no início, a doença pode ser tratada de forma simples. A médica explica que o câncer surge com pequenas lesões no intestino e podem ser retiradas por meio de uma colonoscopia, que consiste na introdução de um pequeno aparelho pelo ânus. Já o tratamento para a doença em um nível avançado, exige meios “mais complexos”.

“A técnica cirúrgica é muito elaborada e difícil, com um alto índice de reincidência do tumor”, ressalta Gama. Para evitar esse tipo de procedimento, ela defende a inclusão de exames específicos para a doença na lista de chek up médico das pessoas. “Os exames de fezes comuns detectam apenas parasitas”.

De acordo com a Associação de Prevenção de Câncer do Intestino, apesar de a doença acometer pessoas acima de 50 anos, jovens também podem apresentar o quadro. Para prevenir, a recomendação é evitar o fumo, bebidas alcoólicas e alimentos com corantes artificiais como os refrigerantes. A dica é ingerir fibras e outros alimentos saudáveis.

No final deste mês, médicos e pesquisadores brasileiros e estrangeiros vão se reunir em um seminário em São Paulo para discutir formas de prevenir e tratar a doença.






Você pode gostar