Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Entrega de 1,8 milhão de doses de vacina infantil da Pfizer é antecipada

Para fevereiro, a estimativa é a chegada de 5,4 milhões de imunizantes, distribuídas em três voos com1,8 milhão de doses cada

Por FolhaPress 27/01/2022 5h35

Raquel Lopes

O Ministério da Saúde deve receber 6,1 milhões de doses da vacina pediátrica da Pfizer ainda em janeiro. A previsão anterior era de 4,3 milhões neste mês. O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, afirmou em redes sociais que a pasta conseguiu adiantar um voo, que chegaria ao Brasil em fevereiro, com 1,8 milhão de doses.

Para fevereiro, a estimativa é a chegada de 5,4 milhões de imunizantes da Pfizer, distribuídas em três voos com aproximadamente 1,8 milhão de doses cada. As viagens estão previstas para os dias 10, 17 e 24 de fevereiro. Além dessas 20 milhões de vacinas, o governo espera receber mais 10 milhões de doses da Pfizer para crianças no primeiro trimestre. Esse lote, porém, não tem cronograma de entrega definido pela farmacêutica.

O Brasil começou a vacinar crianças em 14 de janeiro, após a chega do primeiro voo com as vacinas da Pfizer. O indígena Davi Seremramiwe Xavante, 8, foi o primeiro a receber o imunizante.

Na última sexta (21), o Ministério da Saúde confirmou a inclusão da Coronavac na campanha de vacinação contra a Covid-19. De acordo com Rodrigo Cruz, o Ministério da Saúde tem cerca de 6 milhões de doses da Coronavac. Em nota técnica, a pasta informou ter enviado 733.720 mil doses às unidades federativas para a vacinação do público infantil.

O imunizante deve ser utilizado em crianças que não sejam imunocomprometidas e acima de 6 anos, segundo as recomendações da Anvisa. Neste primeiro momento, o envio de Coronavac é emergencial e atenderá aos estados que sinalizaram poucas doses em estoque.

O Ministério da Saúde aguarda a resposta das unidades da federação sobre o quantitativo em estoque e a demanda por esse imunizante. Caso seja necessário, avalia negociar a aquisição de mais doses com o Instituto Butantan.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar