Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Elefantes: PF investiga comércio ilegal de marfim

A operação contou com o apoio da Polícia Ambiental do Estado de São Paulo e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama)

Foto: divulgação/PF

Nesta segunda-feira (3), a Polícia Federal cumpriu dois mandados de busca e apreensão que tem o objetivo de investigar o comércio ilegal de marfim de elefantes. A ação realizada faz parte da Operação Airâvata.

A operação contou com o apoio da Polícia Ambiental do Estado de São Paulo e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A ação é um desdobramento da Operação Internacional Thunder, iniciada em 2020, em parceria com a Interpol. Na ocasião, foram apreendidas 300 peças feitas de marfim só na cidade de São Paulo.

De acordo com as investigações, o fornecedor das peças de marfim foi identificado. A operação ganhou o nome de Airâvata, rei dos elefantes conforme a mitologia hindu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar