Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Cinegrafista é agredido por Bolsonarista em Aparecida-SP

Um colega da vítima conta que a Polícia Militar não quis levar o agressor para a delegacia e ainda deu carona para que ele voltasse ao local onde ocorreu o caso

Por Willian Matos 13/10/2021 9h13
Foto: Reprodução/Twitter

Um repórter cinematográfico da emissora GloboNews foi agredido por um bolsonarista em Aparecida, São Paulo, na tarde de terça-feira (12). A cidade abriga o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, e o presidente Jair Bolsonaro visitou o local ontem.

O bolsonarista, que seria professor em uma escola de Mogi das Cruzes-SP, deu uma cabeçada no cinegrafista, Leandro Matozo. Além do repórter cinematográfico, toda a equipe da GloboNews foi hostilizada. Os profissionais reclamaram do comportamento da equipe da Polícia Militar local que atendeu à ocorrência.

O repórter Victor Ferreira registrou o caso nas redes sociais. Ele conta que os PMs não quiseram levar o agressor para a delegacia para não “prender a viatura”. “O agressor foi liberado antes mesmo que nós e ainda pegou carona no carro da PM para voltar ao santuário”, revela Victor.

O cinegrafista não se manifestou, mas o colega disse que ele está bem e que estão tomando as medidas cabíveis. “O mais triste é saber que o agressor é um professor de educação básica de uma escola estadual de Mogi das Cruzes”, finalizou Victor Ferreira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar