Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Chuva causa queda de 100 árvores na cidade de São Paulo e fecha Congonhas

No restante do estado, também houve estragos em razão da forte chuva e rajadas de vento; Congonhas chegou a fechar

Foto: Agência Brasil

ISABELLA MENON

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

As chuvas derrubaram ao menos cem árvores na cidade de São Paulo, entre este sábado (18) e este domingo (19), segundo informações divulgadas pelo governo de Tarcísio de Freitas (Republicanos).

Na capital paulistana, a chuva intercalou momentos de intensidade moderada e fraca, acompanhada de ventos fortes que causaram a queda de algumas árvores e a interrupção temporária da operação do aeroporto de Congonhas, na zona sul paulistana.

Procurado, o aeroporto não especificou o horário que teve a operação paralisada.

Na capital, os ventos chegaram a 71,6 km/h. A maior rajada no estado foi registrada na cidade de Ourinhos (a 378 km da capital) com ventos que atingiram 87,8 km/h.

Alguns acidentes foram registrados. Na avenida das Nações Unidas, uma árvore caiu sobre um carro e duas pessoas tiveram escoriações leves. Na rua Dom Armando Lombardi, no Butantã, outra queda de árvore prejudicou o tráfego. De acordo com o governo, duas equipes da subprefeitura estão no local para a liberação da via.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Procurada pela Folha, a Enel informou apenas que 80% das residências que ficaram sem luz devido às chuvas já tiveram energia restabelecida. A reportagem questionou qual o número total de domicílios que tiveram registro de queda de luz, porém a empresa não respondeu.

A Enel é responsável pelo fornecimento de luz em 8 milhões de domicílios presentes em 24 cidades de São Paulo, entre as quais a capital. No feriado do início de novembro, cerca de 2,1 milhões ficaram sem luz em decorrência das fortes chuvas e ventos que atingiram 100 km/h.

Em algumas regiões, a luz demorou até uma semana para retomar. A concessionária foi criticada pela demora para restabelecer energia e também por falta de atendimento aos clientes.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, neste fim de semana houve 19 chamados para quedas de árvores e um chamado para desabamento. Não houve vítimas em nenhuma das ocorrências.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Neste domingo (19), a previsão segue sendo de pancadas de chuva generalizada por todo o estado. As precipitações podem variar de moderada à forte intensidade e ser seguidas por raios, ventos e eventualmente granizo.

Na capital, há previsão de tempestade a qualquer momento do dia. Na parte da tarde, as temperaturas podem chegar a 26°C, esfriando ao anoitecer, com mínima de 19°C.

Na região litorânea, a chuva deve persistir ao longo do dia, e as temperaturas ficarão mais amenas principalmente nas cidades da faixa leste paulista. Na região de Bauru, a previsão é de chuva intensa também, com acumulados expressivos.

Em nota, a Defesa Civil recomenda que a população fique atenta às mudanças climáticas e evite áreas arborizadas durante a tempestade, em decorrência do risco de árvores. Também é aconselhado que caso a população identifique instabilidade de árvores próximas à sua residência, acione autoridades competentes para avaliação e providências.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Durante as chuvas, não é indicado que a população se aproxime de estruturas suscetíveis a danos, como postes e fiações elétricas.

A Defesa Civil ainda recomenda que cada prefeitura avalie a necessidade, de acordo com as condições climáticas locais, de suspensão ou cancelamento de atividades e eventos públicos ou privados ao ar livre.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE





Você pode gostar