Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Cade questiona grupo sul-africano por operação sem aval do órgão

Segundo o Cade, a operação não foi notificada e foi consumada antes da apreciação pelo órgão. As empresas argumentaram

Por FolhaPress 24/05/2022 2h34
Foto: Divulgação

Joana Cunha
São Paulo, SP

A Superintendência-Geral do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) emitiu uma recomendação sobre uma operação feita em 2017 pelo grupo sul-africano Naspers.

Na época, a empresa adquiriu 7,8% do capital social da multinacional alemã de entrega de comida Delivery Hero, que atua no Brasil com marcas como PedidosJá e Subdelivery.

Segundo o Cade, a operação não foi notificada e foi consumada antes da apreciação pelo órgão. As empresas argumentaram que a operação não exigia notificação obrigatória.

Em nota técnica assinada na sexta-feira (20), o órgão recomendou a notificação de ato de concentração e a aplicação de multa que pode chegar a R$ 60 milhões. O valor deve ser calculado com base em aspectos como decurso do prazo, gravidade da conduta e intencionalidade.

A recomendação segue para análise do Tribunal Administrativo do Cade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar