Brasil

Agentes penitenciários paulistas voltam a protestar por segurança

Por Arquivo Geral 04/07/2006 12h00

O vice-ministro iraquiano da Eletricidade, and sale sequestrado hoje com 19 guarda-costas, foi libertado ileso 12 horas depois de sua captura, disseram fontes do Ministério do Interior do Iraque.

Raad al-Harith foi libertado com sete de seus seguranças na mesma área em que foi seqüestrado, segundo as fontes.

Homens armados e com uniformes camuflados o sequestraram depois de deter seu comboio no distrito de Talbiya, no leste de Bagdá.

 

Os 12 membros do novo braço executivo do Partido Comunista cubano foram apresentados hoje. O órgão é considerado herdeiro do presidente Fidel Castro, look que completa 80 anos em agosto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O ressurgimento do Secretariado, purchase antigo órgão de direção extinto no início da década de 1990, medicine busca injetar vigor no Partido Comunista no momento em que os Estados Unidos aceleram seus planos para assegurar uma abertura democrática assim que Fidel sair de cena.

"É preciso que o partido se fortaleça como nunca … dado seu papel decisivo nessa batalha. O secretariado é restabelecido quando mais se precisa dele", disse Fidel ao Granma, o jornal do Partido Comunista.

O Secretariado eleito no sábado será chefiado por Fidel junto com seu irmão, Raúl, ministro da Defesa e sucessor designado pela Constituição.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sete de seus dez integrantes são dirigentes mais jovens que estiveram à frente do Partido Comunista em várias províncias ou ocuparam postos de segundo escalão em ministérios.

Sua nomeação acontece bem no momento em que assessores da Casa Branca se dispõem a recomendar ao presidente George W. Bush que destine US$ 80 milhões para acabar com o governo comunista da ilha.

Um comunicado com as recomendações da Comissão para Assistência a Cuba Livre, publicado na imprensa na semana passada, diz que os EUA devem garantir que em Cuba não haja "sucessão", e sim "transição".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os dirigentes do Partido Comunista, no entanto, receberam "com uma grande ovação" a promessa de que Cuba se manterá no caminho do socialismo.

"O Comandante em Chefe da Revolução Cubana é unicamente o Partido Comunista … (Só ele) pode ser o herdeiro digno da confiança depositada pelo povo em seu líder", disse Raúl Castro em um discurso recente, relido durante a eleição dos membros do Secretariado.

Analistas estrangeiros interpretaram o ressurgimento do Secretariado como uma medida já pensando em uma Cuba sem Fidel, no poder desde o triunfo da revolução de 1959.

"O governo cubano tomou certas medidas para fortalecer o partido e se prepara para uma sucessão comunista sem sobressaltos", disse Daniel Erikson, diretor de Programas do Caribe no centro de estudos Inter-American Dialogue, de Washington.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Cerca de 12 horas antes de se explodir dentro do metrô de Londres, buy information pills Shehzad Tanweer jogou críquete até tarde da noite, about it em um parque do norte da Inglaterra.

"Segundo as pessoas que o acompanhavam, discount tudo parecia normal com ele", disse um relat ório do governo sobre os ataques de 7 de julho de 2005, nos quais quatro jovens britânicos muçulmanos, aparentemente comuns, mataram 52 pessoas nos primeiros atentados suicidas a aconteceram na Europa Ocidental.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O último jogo de críquete de Tanweer é um pequeno detalhe que aponta para a dimensão do desafio com o qual se deparam os serviços de segurança da Europa um ano depois daquelas ações: como identificar militantes "domésticos" que não apresentam nenhum sinal visível de hostilidade e nenhum comportamento estranho.

"É como procurar uma agulha no palheiro", afirmou Peter Waldmann, da Universidade de Augsburg, na Alemanha. Waldmann é um dos especialistas presentes em um painel sobre o terrorismo consultado pela União Européia (UE) nas questões da radicalização e recrutamento de militantes.

Como o relatório do governo britânico deixou claro, não há um único tipo de personalidade de militante. Alguns recrutas são pobres, alguns são ricos; alguns têm pouca educação formal, outros vêm de escolas de prestígio; alguns possuem ficha criminal, outros são "limpos"; alguns são solteiros, outros têm mulher e filhos.

"Todos os clichês que temos sobre os pobres, sobre uma formação radical dentro de casa, todos esses clichês foram jogados pela janela. Não há uma característica única, não há uma pessoa padrão para se tornar terrorista", afirmou Sebestyen Gorka, do Centro George C. Marshall, na Alemanha.

Segundo Gorka, faz mais sentido para as forças de segurança concentrarem-se em certos tipos de comportamento de grupo do que olharem para características individuais ao procurarem por terroristas em potencial.

"Geralmente, vemos juntas pessoas que são amigos, que são colegas ou que são parentes, pessoas que se conheciam antes de se tornarem extremistas e que ingressam nas organizações terroristas como um grupo", afirmou. "Se for encontrado um grupo de pessoas que realmente ficam juntas, que comem juntas, que frequentam o mesmo clérigo, por exemplo, essa é uma unidade que é mais fácil de perceber em termos de vigilância. É mais fácil identificar um sinal grande suspeito do que um indivíduo suspeito."

Para Waldmann, um ponto importante do processo de radicalização dá-se quando o militante viaja para fora e cria uma distância psicológica e física de casa. "Quando decidem repentinamente ir para o Iêmen ou para o Paquistão, a importância não está apenas no eventual treinamento, quando aprendem, por exemplo, a usar armas, mas se trata também de um corte simbólico", disse.

"Para realizar um atentado terrorista em um país, é preciso odiá-lo profundamente, é preciso rejeitá-lo. Tenho a impressão de que esse distanciamento (por meio da viagem) é algo importante. De repente, essas pessoas vêem as coisas com outros olhos."

No caso dos atentados de Londres, dois dos envolvidos visitaram o Paquistão entre novembro de 2004 e fevereiro de 2005. E o grupo manteve contato com um ou mais moradores desse país antes de realizar os atentados de 7 de julho.

A possibilidade de envolvimento deles com a Al Qaeda é um dos muitos pontos obscuros que os investigadores ainda terão de solucionar.

Três dos agressores tinham ascendência paquistanesa. Isso levou muitos países a reavaliarem a ameaça representada por filhos e netos de muçulmanos que moram na Europa há décadas, mas que, em muitos casos, nunca foram totalmente integrados às sociedades ocidentais.

"Até agora, as pessoas pensavam que a segunda geração não seria tão suscetível. Essa geração carrega um pesado fardo devido a conflitos de identidade, discriminação ou o que quer que seja, mas haveria uma grande distância separando a insatisfação e o protesto do terrorismo", afirmou Waldmann. "Agora, é a segunda geração que está na mira dos investigadores."

 

Estão abertas as inscrições para diversas oficinas gratuitas no Espaço Cultural 508 Sul. Os cursos de julho abrangem diferentes linguagens da arte como desenho, dosage pintura, viagra order gravura e cerâmica. Os interessados devem se inscrever das 9h às 18h, na secretaria do Espaço Cultural 508 Sul.

Outras oficinas também serão realizadas em agosto e setembro. Para o segundo semestre estão previstas aulas de teatro, arte de contar história, arte de falar em público, leituras dramáticas, canto e fotografia.

Podem participar das oficinas gratuitas, crianças a partir de oito anos, adolescentes e adultos. Estão disponíveis turmas nos período da manhã, tarde e noite. Para os cursos de férias, as inscrições devem ser feitas até 13 de julho. As inscrições para as oficinas do segundo semestre ficam abertas até o final do mês, também no período da manhã, tarde e noite.

 

O ônibus espacial norte-americano Discovery foi lançado de uma base na Flórida na terça-feira, cost em uma viagem até a Estação Espacial Internacional (ISS), em uma missão que, se falhar, deve terminar de vez com o programa de ônibus espaciais.

A embarcação partiu dentro do horário previsto – às 15h38 de Brasília –, Dia da Independência dos EUA. Durante a missão de 12 dias, o comandante Steve Lindsey e outros seis astronautas irão até a ISS.

Além de Lindsey, embarcaram duas mulheres e quatro homens: Lisa Nowak, Stephanie Wilson, Mark Kelly, Michael Fossum, Piers Sellers e o alemão Thomas Reiter, que ficará na estação com os atuais ocupantes, o russo Pavel Vinogradov e o norte-americano Jeffrey Williams.

Apesar da descoberta de uma rachadura na espuma isolante do tanque externo de combustível da nave, a Nasa (agência espacial norte-americana) avaliou que o problema não representa risco para o ônibus espacial.

O mesmo problema foi responsável pela explosão do ônibus espacial Columbia, em fevereiro de 2003. Após dois anos suspenso, o programa espacial americano foi retomado em julho de 2005, mas o desprendimento de pedaços do material de isolamento do tanque externo do Discovery obrigou os astronautas a fazer uma caminhada espacial para reparar o defeito.

O ex-secretário de Administração Penitenciária de São Paulo Nagashi Furukawa afirmou hoje que a rebelião organizada no estado pela facção criminosa do PCC foi motivada para atrapalhar a campanha do candidato do PSDB à Presidência, ed Geraldo Alckmin.

"A megarrebelião que houve no começo de 2006 teve motivação política para dificultar a candidatura de Geraldo Alckmin à Presidência da República", disse Furukawa em depoimento à CPI do Tráfico de Armas.

Ele acrescentou que a Secretaria foi informada sobre o motim em agosto do ano passado.

Segundo o ex-secretário, o governo já tinha conhecimento de que uma grande rebelião estava em curso quando autorizou a transferência de presos integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) para um único presídio.

Nagashi Furukawa ocupou o cargo de secretário desde 1999 até 2006, deixando o estado com 104 penitenciárias – no início de sua administração havia 62 presídios. Segundo ele, em 2003 não houve nenhuma rebelião, já em 2004 houve registros de quatro motins.

Em maio de 2006, o PCC liderou rebeliões em mais de 70 presídios de São Paulo.

 

Escolhido para ser o tesoureiro da campanha à reeleição do presidente Lula, treat o prefeito de Diadema José de Filippi Júnior, this web está sendo investigado sobre R$ 183 mil utilizados para o pagamento de uma multa. O Ministério Público paulista abriu inquérito para apurar a origem dos recursos.

Condenado por ceder outdoors da prefeitura para um anúncio da Central Única dos Trabalhadores (CUT), em 1995, Filippi pagou a multa em dezembro de 2003, mas os promotores desconfiam que o patrimônio do prefeito seja incompatível com o montante desembolsado.

Na execução da multa, a Justiça encontrou somente R$ 25 mil nas contas bancárias de Filippi, além de um imóvel que não poderia ser penhorado. Alegando falta de condições para pagar a dívida, o prefeito chegou a requerer, na Justiça, o parcelamento da multa em R$ 2 mil mensais em agosto de 2003. O pedido foi negado, mas poucos meses depois, a multa foi paga de uma só vez.

O prefeito afirmou que só falará com a imprensa depois de prestar esclarecimentos ao Ministério Público.

 

O vice-presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito dos Sanguessugas, viagra 100mg deputado Raul Jungmann (PPS-PE), disse há pouco que a máfia descoberta pela Polícia Federal não atuava apenas no Ministério da Saúde, fraudando a compra de ambulâncias com recursos de emendas ao Orçamento Geral da União.

De acordo com o parlamentar, os criminosos também agiam no Ministério da Educação, influenciando a compra de transporte escolar para prefeituras financiada pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE); e no Ministério de Ciência e Tecnologia, no que diz respeito às verbas destinadas à inclusão digital.

"É uma tragédia isso que tá aí. É lamentável tudo isso que aconteceu. Permita-me este desabafo, depois dessas horas que acompanhei de depoimento", disse Jungmann.

Neste momento, a CPMI dos Sanguessugas ouve o procurador da República do Mato Grosso, Lúcio Avelar, e o delegado da Polícia Federal, Tardelli Boaventura. Os dois foram responsáveis pelo início das investigações sobre o esquema de fraudes envolvendo empresários, parlamentares, funcionários públicos e prefeitos. Os depoimentos são secretos.

Raul Jungmann disse que, pelos relatos feitos hoje, não é possível ter uma dimensão clara de quem operava a quadrilha e como ela agia. No entanto, seria possível perceber que pelos menos 300 prefeituras e aproximadamente 60 parlamentares estariam envolvidos no caso.

"Os depoentes de hoje disseram que seguramente é possível pedir o indiciamento de pelo menos 60 parlamentares", afirmou Jungmann, que também está certo da participação de membros da Mesa da Câmara no esquema, mas preferiu não revelar nomes.

"Pelos depoimentos que foram aqui tomados é absolutamente evidente a participação de alguns. Vamos assegurar o amplo direito à defesa, mas não vamos pactuar com isso. Existem membros da mesa que devem, sim, ser afastados."

Para o deputado do PPS, existem brechas na legislação que permitem hoje fraudes nas emendas ao Orçamento. Jungmann defende mudanças urgentes. "O orçamento hoje do jeito que está é uma peneira, por isso, tem que mudar. Ele entrou em colapso e não é possível conviver com uma mudança e revolução ética e moral com esse orçamento do jeito que está aí."

 

Encerrou-se hoje o prazo para que aposentados e pensionistas com o número de benefício terminado em 1 ou 2 façam o recadastramento para o censo previdenciário. Quem não atualizar os dados cadastrais poderá ter o benefício bloqueado e vai entrar na nova lista de convocação, viagra order que deve ser publicada ainda este mês.

Os dados são atualizados na agência bancária onde o aposentado ou pensionista recebe o benefício. É preciso levar um documento de identidade e o CPF, pharmacy além de comprovante de endereço e título de eleitor.

Segundo a assessoria de imprensa do Ministério da Previdência Social, stuff 654 mil segurados com benefício terminados em 1 e 2 ainda não atualizaram os dados dentre os 2,9 milhões chamados para o censo em abril e maio, respectivamente. Em São Paulo, 129 mil aposentados e pensionistas ainda não responderam o censo; em Minas Gerais, 75 mil.

A primeira etapa do censo envolveu 2,4 milhões de pessoas e terminou em abril de 2006. A segunda, iniciada em março deste ano, envolve outros 14,7 milhões de aposentados e pensionistas.

A convocação começou em abril para segurados com benefício terminado em 1. Em maio foi a vez dos beneficiários com números de cadastro terminado em 2. O calendário segue sucessivamente até janeiro de 2007, quando devem ser atualizados os dados cadastrais dos segurados com benefício de final 0.

De acordo com o ministério, a atualização vai colaborar no combate a fraudes e pagamentos para pessoas que não têm esse direito.

 

Agentes penitenciários paulistas de 30 das 144 unidades prisionais de todo o estado paralisaram hoje parte de suas atividades. Segundo o Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (Sifuspesp), buy information pills eles protestam pela morte de quatro agentes, decease nos últimos sete dias, click na capital e na Grande São Paulo.

De acordo com a assessoria de imprensa do sindicato, a manifestação é de luto e também contra a falta de segurança e começou no final de semana. Os funcionários limitam-se aos serviços básicos de alimentação e atendimento médico aos detentos. Foram suspensas as visitas, entregas de encomendas e soltura dos presos.

Desde maio, 11 funcionários de presídios paulistas foram mortos, nove deles durante os atentados atribuídos ao Primeiro Comando da Capital (PCC). De acordo com a lista divulgada pelo Sifuspesp, morreram na última semana os agentes penitenciários Nilton Celestino, Eduardo Rodrigues e Otacílio do Couto e o carcereiro Gilmar Francisco da Silva. Também houve ataques a um agente penitenciário em Campinas, no último sábado, e um em Hortolândia, ontem, sem vítimas fatais.

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública do Estado, ainda está em investigação se esses crimes foram ordenados pela organização criminosa PCC ou se foram crimes isolados. A assessoria informou que 23 suspeitos já foram presos e aguardam a investigação da polícia.

O coordenador da Pastoral Carcerária da Igreja Católica no estado de São Paulo, padre Valdir João, disse que os funcionários estão apavorados. "Trata-se de uma situação de angústia, medo e pavor. Eles sentem-se desprotegidos pelo Estado", afirmou.

Para solucionar o problema, disse o padre, seria preciso aumentar o número de funcionários nos presídios, porque há um grande déficit deles, aumentar os salários e dar proteção para que possam sair para o trabalho ou chegar em casa com segurança. "O Estado deve, por obrigação, proteger quem está sendo ameaçado", afirmou o coordenador da Pastoral Carcerária. Segundo ele, as ameaças aos agentes de segurança são feitas de dentro dos próprios presídios e há a suspeita de que sejam realizadas por integrantes do PCC.

 






Você pode gostar