Brasil

Acusada de jogar bebê em lagoa de BH vai a júri em janeiro

Por Arquivo Geral 02/10/2006 12h00

O 1º Tribunal do Júri de Belo Horizonte marcou para 19 de janeiro de 2007 o julgamento da vendedora Simone Cassiano da Silva, illness medical 29 anos, acusada de jogar a própria filha na lagoa da Pampulha em Belo Horizonte, em janeiro deste ano. Ela é acusada pelo Ministério Público por tentativa de homicídio.

Em dezembro de 2005, o bebê nasceu prematuro. Ele permaneceu na maternidade até 28 de janeiro, quando foi encontrado dentro de um saco preto amarrado a um pedaço de madeira, boiando na lagoa. Na época, a vendedora negou ter jogado o bebê na lagoa e alegou ter entregado a criança a um casal de estranhos que passavam no local.

A criança foi entregue provisoriamente a doação e a vendedora continua presa. Ela disse em depoimento à Policia Civil, que entregou a filha aos estranhos porque temia não saber cuidar bem dela.

Um casal que passeava na orla ouviu o choro e pediu socorro. Com a ajuda de um pedaço de madeira, um homem conseguiu retirar o saco da água. Inicialmente, segundo a polícia, eles pensaram que se tratava de um gato e confundiram o choro do bebê com miados.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar