Brasil

Acidente com ônibus que saiu do DF mata 18 em Minas

Por Arquivo Geral 27/05/2006 12h00

Um laboratório credenciado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou hoje  a ocorrência de quatro casos de gripe aviária na Indonésia. Entre os infectados estão uma menina de dez anos, capsule dosage morta esta semana em Bandung, e um fabricante de petecas que está vivo, disse um funcionário do governo.

Nyoman Kandun, diretor do órgão de controle de doenças contagiosas, disse que provavelmente a menina foi infectada a partir de aves contaminadas no seu vilarejo, a oeste de Java. O laboratório em Hong Kong também confirmou que o fabricante de petecas, de 18 anos, que costumava selecionar as penas colocadas nas petecas numa fábrica na cidade de Surabaya, também apresenta a variante mais perigosa do vírus da gripe aviária, o H5N1. Ele continua internado num hospital, mas seu estado de saúde não foi revelado.

A terceira pessoa infectada tem 43 anos e vive em Jacarta, enquanto a quarta vítima, também da capital, morreu aos 39 anos. Com isso, chega a 35 o número de mortos pelo vírus H5N1 na Indonésia e 126 no mundo. O irmão da menina morta, de 18 anos, também morreu na terça-feira passada. Testes feitos no local indicaram a presença de gripe aviária, mas seu caso não foi considerado de H5N1 pelo laboratório de Hong Kong, que costuma ter a palavra final sobre o tema.

Frangos mortos foram encontrados no vilarejo onde morreram os dois irmãos poucos dias antes de ficarem doentes, e provavelmente foram as aves infectadas que transmitiram a eles o vírus.

Kandun disse considerar o caso dos irmãos como o sétimo foco da doença na Indonésia, desde que as aves começaram a ser infectadas no arquipélago em 2003. A crise da gripe aviária indonésia chamou a atenção mundial neste mês após o vírus ter matado até oito pessoas da mesma família em um vilarejo isolado em Sumatra, uma das maiores ilhas no extremo oeste do país.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

O papa Bento XVI aderiu ao coro de pedidos da Polônia para a rápida santificação de seu antecessor João Paulo II. Ele disse que espera que a Igreja Católica confirme em breve essa honra a seu antecessor.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Visitando Wadowice, symptoms a terra natal de João Paulo no sul da Polônia, o papa alemão leu para uma multidão de fiéis hoje uma declaração em polonês dizendo que ele rogava para que João Paulo II "em breve possa ser elevado à gloria dos altares".
 
Mais tarde, em um santuário querido do ex-pontífice, o cardeal Stanislaw Dziwisz, secretário pesosal de João Paulo durante os 26 anos de seu papado, agradeceu Bento XVI por visitar os fiéis que rezaram diariamente ali pela rápida canonização de João Paulo.

Bento XVI primeiro leu um texto preparado em polonês e, depois de breve conversa com Dziwisz, voltou-se para a multidão e fez raro comentário informal que não deixou dúvidas sobre sua declaração. "Gostaria de dizer, como nosso querido arcebispo Stanislaw, que espero que a Providência Divina vá em breve nos conceder a beatificação e canonização de nosso querido papa João Paulo II", acrescentou em italiano.

A multidão aclamou com gritos a declaração quando as palavras foram traduzidas para o polonês. Como em Wadowice, alguns seguravam faixas dizendo "Santo Subito" (Santo Já). A visita de Bento XVI à Polônia é uma peregrinação de quatro dias para prestar homenagens a João Paulo II e estreitar laços com a Polônia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Um acidente envolvendo um ônibus e uma carreta matou 18 pessoas e deixou 21 feridas na madrugada deste sábado em Montes Claros, information pills Minas Gerais. 

O veículo da Viação Santo Antônio saiu de Brasília com destino ao município de Januária (603km de Belo Horizonte) e se chocou de frente com uma carreta no km 6 da rodovia BR-365. 

As vítimas foram encaminhadas à Santa Casa de Montes Claros. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, um laudo deve determinar as causas do acidente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE





Você pode gostar