Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

200 paraguaios estão presos no lado brasileiro da Ponte da Amizade

De acordo com relatos de testemunhas eles estão dormindo no corredor para pedestres e, falando em guariany, estão desesperados para voltar para seu país

No lado brasileiro da ponte da amizade, 200 paraguaios estão presos sem poder passar para o seu lado do país, na Ponte Internacional da Amizade, em Cidade del Leste, no Paraguai, que liga o país a Foz do Iguaçu.

De acordo com relatos de testemunhas eles estão dormindo no corredor para pedestres e, falando em guariany, estão desesperados para voltar para seu país. No entanto, a fronteira segue interdidata.  

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, os paraguaios estão tentando voltar ao seu país, no entanto a fronteira foi fechada no dia 8 deste mês, tanto para estrangeiros quanto para paraguaios. No caso do Brasil, estrangeiros não podem entrar pela fronteira, mas cidadãos brasileiros podem passar. 

A Aduana do Paraguai explicou que a barreira da ponte tem o objetivo de evitar o ingresso de estrangeiros e paraguaios em Cidade del Leste.

Mas a Marinha do país aguarda as instruções para permitir, ou não, a entrada do grupo no país. 

A armada do país disponibilizou quatro banheiros químicos, além de alimentação e água para os paraguaios presos.  

O ingresso de pessoas no país foi bloqueado há mais de um mês, no dia 18 de março e é válido tanto para paraguaios, quanto para estrangeiros. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Polícia ainda recomendou que os paraguaios presos não se dirijam à Ponte da Amizade, para evitar ainda mais aglomerações. 






Você pode gostar