fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Vídeo: professor humilha aluna em sala de aula

Colega de sala da jovem grava o momento em que o professor chama a menina de “feia” e critica cor da pele dela

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
redacao@grupojbr.com

Uma adolescente de 15 anos relata ter sido vítima de racismo por parte de um professor em uma escola. Em entrevista ao Portal G1, a vítima afirmou que o educador a chamou de “feia”, além de ter feito comentários preconceituosos sobre ela, dizendo “que o cabelo dela não mexe”, que “ela é preta” e que “a pele dela é feia porque ela é negra”. A Secretaria de Educação está apurando o caso. 

O caso ocorreu na Escola Estadual Professora Alzira Martins Lichti, em Santos-SP. A cozinheira Cristina Maria, de 41 anos, mãe da menina, conta que a menina gostava do professor, mas ele começou a falar dela em outras salas. A mãe afirma que o professor é racista, pois de acordo com ela, a filha nunca o desrespeitou e nunca ofendeu ele. 

De acordo com Cristina, não é a primeira vez que o docente faz comentários ofensivos em relação à filha dela. O vídeo divulgado pelo adolescente nas redes sociais, segundo a cozinheira, foi gravado por uma colega da filha, que ainda tenta defender a menina quando o professor a chama de “feia”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em nota, a Diretoria Regional de Ensino de Santos afirma repudiar todo e qualquer ato de discriminação, dentro e fora do ambiente escolar. Assim que tomou conhecimento da denúncia, abriu uma apuração e o caso está sendo averiguado. Caso comprovadas as acusações, afirmou que todas as medidas cabíveis serão tomadas. A administração regional prestará todo apoio aos pais e está à disposição para qualquer esclarecimento.

O caso foi registrado como injúria racial e segue sob investigação. 


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade