fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Suspeitos de roubo são mortos por policial à paisana e população protesta

Houve protesto e confronto entre a polícia e os moradores locais

Avatar

Publicado

em

Foto: Reprodução/Redes Sociais
PUBLICIDADE

Dois suspeitos foram mortos por um policial militar de folga. De acordo com a polícia, os homens foram alvejados após tentarem assaltar um casal na tarde do último domingo (23).  

Um policial militar de folga, ao intervir em uma tentativa de assalto, disparou contra dois suspeitos que acabaram vindo a óbito. O caso aconteceu em Osasco, na grande São Paulo.  Após o ocorrido, vários vídeos e fotos feitos por moradores começaram a circular na internet. Nos vídeos é possível ver os suspeitos agonizando no asfalto.

A população se indignou com a situação e montou barricadas em protesto contra a Polícia Militar. A indignação contra a corporação foi por causa da demora para atender os dois homens. Testemunhas relataram à Rede de Proteção e Resistência Contra o Genocídio que os dois suspeitos foram socorridos somente 1h30 após terem sido baleados.

Alguns policiais interviram para desobstruir as vias e houve confronto com os moradores da região. Há relatos e fotos de pessoas feridas por bombas lançadas pelos policiais. Segundo a Rede de Proteção, os moradores acusaram os PMs de terem agredido as pessoas  que protestavam pelo atendimento dos suspeitos. Segundo eles, para dispersar a multidão, os policiais usaram bala de borracha, bombas de efeito moral e cassetetes.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, a polícia utilizou munição não letal para conter o tumulto depois que populares danificaram viaturas, um semáforo e um radar, além de hostilizarem o PM a paisana e o casal vítima do assalto.

A tentativa frustrada de roubo aconteceu por volta das 17h30 do domingo. De acordo com o policial militar, o policial estava de folga dirigindo um Hyundai i30, cor prata, quando viu os dois ocupantes em uma moto Honda Titan tentando assaltar um casal.

Ainda segundo a PM, o agente se identificou como policial e deu voz de prisão aos assaltantes, que não obedeceram e atiraram nele, o que motivou a reação do policial.

Na troca de tiros, os dois criminosos foram atingidos, sendo que um morreu no local e outro ainda chegou a ser socorrido com vida e foi levado a um pronto socorro, onde faleceu.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade