Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

Suspeito de matar a mãe é preso em menos de 24h

Após formalização da prisão em flagrante, o suspeito foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanece à disposição da Justiça

Na última sexta-feira (23), a Polícia Civil de Minas Gerais prendeu em flagrante um homem, de 48 anos, em João Monlevade, região Central do estado. De acordo com as investigações, ele teria assassinado e enterrado a própria mãe, de 78, no município de Santana do Paraíso, no Rio Doce

Conforme explicou a delegada Talita Martins Soares, responsável pelas investigações, a polícia foi acionada por vizinhos da casa em que residiam mãe e filho, no bairro Industrial. No local, foi localizada uma cova com o corpo da vítima. “Imediatamente, iniciamos os levantamentos e desconfiamos de que ele poderia ter ido para Ipatinga, para onde nos deslocamos e localizamos a bicicleta do suspeito, reconhecida pela família”, detalhou a delegada.

Ainda segundo Martins, o destino do suspeito em fuga seria para a cidade de Juiz de Fora. “Acionamos então a Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federa, que interceptou a linha de ônibus em Rio Casca. Acontece que os passageiros afirmaram que o suspeito havia descido antes, em uma parada em João Monlevade, onde os policiais rodoviários o prenderam”, explicou a delegada, agradecendo o apoio e integração com as duas instituições policiais.

Confissão

Na Delegacia de Polícia Civil em Ipatinga, o suspeito confessou o crime e narrou a dinâmica dos acontecimentos. Segundo ele, os dois brigavam constantemente por conta de o investigado desejar se mudar para Juiz de Fora, o que não era compreendido pela vítima. Na quinta-feira (22/7), ele teria tido então mais um atrito derradeiro com a mãe, acabando por assassiná-la com um golpe de facão no pescoço.

“Ainda estamos analisando se a motivação seria realmente essa, uma vez que se trata de um motivo fútil. Independentemente disso, ele foi autuado por homicídio qualificado por violência doméstica e pelo fato da vítima ser idosa. Caso condenado, poderia cumprir pena de até 30 anos de prisão”, ressaltou Martins.

Após formalização da prisão em flagrante, o suspeito foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanece à disposição da Justiça.

Com informações da Polícia Civil de Minas Gerais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar