fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Professora que chamou vizinho de preto e ‘macaco’ é detida

Três testemunhas confirmaram a versão da vítima e a professora foi autuada por injúria racial; ela pagou fiança de R$ 2 mil e vai responder em liberdade

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Nesta quarta-feira (15) uma professora de 48 anos foi detida por injúria racial contra o vizinho. A vítima, de 36 anos, registrou um boletim de ocorrência e afirma ter sido chamado de preto e ‘macaco’ pela professora Juliana Paula de Souza Monteiro. O caso aconteceu em Montes Claros, Minas Gerais. 

Igor Oliveira teria deixado um pote com feijão no muro que divide as duas residências. Instantes depois, notou que o pote estava no chão e decidiu colocá-lo no mesmo lugar. Ao perceber a presença da mulher perto do muro, a questionou sobre o fato de ter encontrado a vasilha caída.

Após ser xingado, Igor Oliveira saiu de casa e foi até um imóvel próximo, onde mora o tio da mulher, que também é locatário das casas onde ele e ela moram.

A delegada Áurea Alessandra Pereira de Freitas disse que a professora foi autuada em flagrante por injúria racial. Ela pagou uma fiança de R$ 2 mil e vai responder pelo crime em liberdade. Se condenada, pode pegar até três anos de prisão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade