fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Professor escreve carta de Natal ao irmão desaparecido há quase 40 anos

Irmão mais velho deixou a residência da família para “conhecer o mundo”, quando tinha 21 anos

Avatar

Publicado

em

Foto: Arquivo pessoal
PUBLICIDADE

O professor de língua portuguesa Marcos Luís Batista, de 47 anos, escreveu uma carta ao irmão mais velho, José Antônio Batista, de quem não tem notícias há, ao menos, 34 anos.

Marcos Luís relatou ao Portal G1 que a família é natural de Sena Madureira, no interior do Acre, e que o irmão mais velho deixou o local para “conhecer o mundo” há quase 40 anos. Na época, José Antônio tinha 21 anos. Atualmente, o professor e as irmãs, Ângela Batista e Lúcia Batista, moram em Rio Branco-AC.

Durante cinco anos, o irmão mais velho do professor enviou cartas aos familiares para dar notícias, no entanto, depois disso, ele parou de escrever para a família. Desde então, os parentes de José Antônio aguardam que ele retorne, em todo Natal.

Marcos Luís tinha apenas sete anos quando o irmão saiu de casa. Com a esperança de que o irmão retornaria, ele escreveu uma carta ao primogênito e publicou nas redes sociais, nesta sexta-feira (25). Atualmente, José Antônio deve estar com 60 anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confira a carta abaixo:

“José Antônio, FELIZ NATAL.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Há quase quarenta anos você saiu de Sena Madureira para conhecer o mundo e até hoje não voltou. Por cinco anos tivemos cartas, sempre com endereço “Em trânsito”, porque você deixava claro que pertencia ao mundo, mas que sabia da importância familiar. Cresci com meus pais e minhas irmãs dizendo que você voltaria no Natal. E, em todo Natal eu esperava encontrar o meu irmão protetor, o irmão que conheci pelas histórias de outrem.

Passaram-se vários Natais e nada de você. Todavia, nossos pais sempre diziam: é nesse que ele vem e, assim, em cada chegada de época natalina, que é sinônimo de união familiar, de paz e celebração, ficávamos na expectativa de você chegar repentinamente, mas… Nada de você!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Papai nos dizia para termos paciência, porque Natal era a celebração pelo nascimento do menino Jesus, que veio ao mundo para renovar a nossa esperança e a nossa fé. Infelizmente, nossos pais já fizeram a passagem para a morada eterna, ao lado de Deus-Pai. Mas eu continuo te esperando, meu irmão. Eu e nossas duas irmãs. E saiba que você já é tio e até tio-avô. Volte!

Assim como papai e mamãe esperaram tanto por você, os seus irmãos continuam te esperando, com muito amor e uma vontade grandiosa de passar um Natal com você. Um não, todos os que nosso bom Deus permitir.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

Nós te amamos, José Antônio.” Marcos Luís, Lúcia e Ângela Batista.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade