Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Preso por estupro morre por complicações pulmonares. O segundo caso na região

O detento foi encaminhado ao Hospital Geral de Roraima para atendimento médico no dia 2 de novembro, onde passou por uma série de exames até ser confirmado um grave problema pulmonar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da Redação
redacao@grupojbr.com

Detido desde 2009, Genival Santos Lima, de 42 anos, que cumpria pena no sistema semiaberto morreu nesta terça (12) por complicações pulmonares depois de passar 10 dias internado no Hospital Geral de Roraima (HGR).

O detento foi encaminhado ao Hospital Geral de Roraima para atendimento médico no dia 2 de novembro, onde passou por uma série de exames até ser confirmado um grave problema pulmonar.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o paciente foi constatado com sepse pulmonar – doença infecciosa. Sem conseguir resistir aos tratamentos, Genival Santos morreu nesta terça-feira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo caso

Este é o segundo caso envolvendo um detento que cumpria pena por estupro e morre por problema pulmonar no local. No início do mês, um servidor público passou mal na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo e chegou a dar entrada no HGR, mas morreu enquanto era levado à unidade.

Conforme o laudo do Instituto Médico Legal, a causa da morte foi por acúmulo de líquido nos pulmões, causando parada cardiovascular e insuficiência respiratória.


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade