Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

PCDF procura foragido acusado de roubo na Asa Sul

A PCDF investiga o paradeiro de um homem foragido pela pratica de crime de roubo mediante violência e grave ameaça

Por Mariana Haun 25/05/2022 10h14
Foto: Divulgação/ Polícia Civil do Distrito Federal

Na manhã desta quarta-feira, 25, a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), por intermédio do trabalho de investigação da equipe da 1ª DP, investiga o paradeiro de um homem foragido por um roubo efetuado no dia 17 de dezembro de 2021, junto à um comparsa não identificado. A dupla fez uso de violência e grave ameaça com o uso de uma arma de fogo.

Segundo a investigação, no dia do crime, a dupla armada com pistolas assaltaram um motorista de aplicativo na quadra 703 Sul, ocasião em que obrigaram a vítima a realizar transferências bancárias, via PIX.

Após o assalto, o homem foi colocado no porta-malas e os assaltantes seguiram em direção a uma zona rural de Samambaia. Lá, ele foi libertado e o seu veículo foi roubado pelos criminosos.

Os investigadores da 01ª DP descobriram que o investigado, Alan Kelvys da Silva de Souza, falsificou um documento de identidade e abriu conta bancária em nome de uma de suas vítimas.

Durante os roubos, ele obrigava as pessoas a realizarem transferências, via PIX, para a sua conta corrente que era usada por ele para realizar saques e compras.

Em 11 de maio, os investigadores da 1ª DP, com o apoio do Departamento de Operações Especiais, deflagraram a Operação Oitavo Passageiro, para cumprir os mandados de busca e apreensão e prisão preventiva requeridos pela autoridade policial e deferidos pelo Juiz da 2ª Vara Criminal de Brasília contra o investigado.

Momentos antes da equipe entrar na residência dele, o envolvido foi avisado por amigos sobre a presença dos policiais em frente a sua casa e conseguiu fugir pulando o muro e rastejando sobre os telhados das casas vizinhas. E desde então encontra-se foragido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A PCDF disponibiliza canais on-line de denúncia e também o Disque-Denúncia (197), a informação é passada de forma anônima.








Você pode gostar