Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

PC-AM prende acusado de abusar sexualmente de duas pacientes em unidade de saúde

O delegado Alessandro Albino, diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), ressaltou o sucesso da ação realizada

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio das equipes do 20º Distrito Integrado de Polícia (DIP), cumpriram, na noite de quarta-feira (24/06), por volta das 18h, um mandado de prisão temporária em nome do técnico de enfermagem John Euder Lima Gomes, 26, acusado de abusar sexualmente de duas mulheres, uma de 24 e outra de 31 anos, pacientes da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Campos Sales, zona oeste da capital. A prisão do aconteceu no bairro Coroado, zona leste.

Durante coletiva de imprensa realizada na sede da Delegacia Geral (DG), o delegado Alessandro Albino, diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), ressaltou o sucesso da ação realizada, Albino ainda parabenizou a equipe.

“Estamos aqui apresentando mais um trabalho que foi concluído com sucesso pela Polícia Civil, que culminou na retirada de circulação de um infrator que abusava de pacientes de uma unidade de saúde onde ele trabalhava. A Polícia Civil trabalha incansavelmente para levar mais segurança à nossa população”, destacou Albino.

A delegada Kelene Passos, titular do 20º DIP, que coordenou a operação policial, contou que os crimes ocorreram em datas distintas, sendo o primeiro no dia 2 de novembro de 2020, e o segundo no dia 31 de maio deste ano. Segundo a delegada, as vítimas relataram que o homem agiu de maneira semelhante nos dois casos.

“As mulheres chegavam à UPA buscando atendimento médico, e, no momento em que ficavam sozinhas na sala com John, ele se aproveitava da vulnerabilidade delas para praticar os atos libidinosos. Durante o atendimento, o indivíduo aplicava um medicamento nelas, fazendo-as dormir por alguns instantes”, informou Kelene.

Diante dos fatos, as investigações iniciaram e as vítimas reconheceram John como autor dos crimes. Sendo assim, a delegada solicitou à Justiça pelo mandado de prisão temporária em nome do técnico de enfermagem, que foi expedida no dia 22 junho deste ano, pela juíza Careen Aguiar Fernandes, da Central de Inquéritos”, contou a titular.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar