Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

Pastor escreveu que ressuscitaria no 3º dia e viúva não libera o corpo

No documento escrito pelo pastor em 2008, ele revela que teve divinas revelações do Espirito Santo e que passaria por um “mistério de Deus”

Foto: reprodução/Redes Sociais

Em Goiatuba (GO), a mulher do pastor Huber Carlos Rodrigues se negou a liberar o corpo do marido para ser enterrado após ele deixar um documento falando que ressuscitaria no terceiro dia.

De acordo com o g1, o corpo do pastor está refrigerado em uma sala aguardando o prazo em respeito ao pedido da viúva.

O líder religioso morreu na última sexta-feira (22) por complicações cardiorrespiratórias em um hospital. No documento escrito pelo pastor em 2008, ele revela que teve divinas revelações do Espirito Santo e que passaria por um “mistério de Deus”.

O documento diz que ele ressuscitaria às 23h30 – três dias após sua morte. O prazo terminou na noite de segunda-feira (25).

“Minha integridade física tem que ser totalmente preservada, pois ficarei por três dias morto, sendo que no 3ª dia, eu ressuscitarei. Meu corpo durante os três dias não terá mau cheiro e nem se decomporá, pois o próprio Deus terá preparado minha carne e meu cérebro para passar por essa experiência”, escreveu no documento.

Por meio de uma nota, a Prefeitura de Goiatuba informou que a Vigilância Sanitária notificou a funerária a realizar o sepultamento imediato do corpo.

Em contrapartida, a funerária disse que não havia sido notificada e que estava respeitando o pedido da família.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar