Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

Pastor de Goiânia cometia violência sexual com fiéis

De acordo com as investigações, o religioso cometia os abusos e dizia que aquilo era necessário, que era o tratamento de Deus e servia como crescimento espiritual

Foto: reprodução de TV

Nesta semana, a polícia abriu dois inquéritos para investigar um pastor da igreja Renascendo para Cristo, de Goiânia. Esney Martins da Costa está sendo denunciado por várias mulheres por violência sexual.

Uma das vítimas é uma adolescente de 16 anos. “Todas as vezes que ela ia, ela chegava em casa chorando e se mutilava – as pernas, as costas. E eu comecei a desconfiar. Foi um choque. Quando eu vi aquilo, o meu mundo desabou. Eu morri ali”, contou a mãe da menina ao Fantástico.

De acordo com as investigações, o religioso cometia os abusos e dizia que aquilo era necessário, que era o tratamento de Deus e servia como crescimento espiritual.

“Ele às vezes confunde até a mente da gente em acreditar que o que ele faz vem de Deus”, disse uma das mulheres na reportagem.

Outra vítima disse que o pastor usava o nome de Deus para cometer os abusos. “Falava que eu era lésbica e que precisava de tratamento, tratamento de Deus. Na época eu trabalhava, tinha um emprego muito bom. E ele disse que eu tinha que sair do emprego e depender de Deus. Ele falava que minha família não prestava e que eu tinha que me afastar da família”, contou ao Fantástico.

Esney Martins foi denunciado por posse sexual mediante fraude, crime de ameaça e crime de lesão corporal contra as mulheres. Além dos crimes de estupro e de importunação sexual

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar