fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Paraguaio que se perdeu após confundir nome de rua com cidade ficou 10 dias caminhando por estradas

Rapaz passou aproximadamente dez dias andando, para tentar chegar à Capital, no entanto, acabou indo parar no interior

Avatar

Publicado

em

Foto: Reprodução/Redes Sociais
PUBLICIDADE

O paraguaio Luiz Fernando Lopes Nunez, de 21 anos, ficou 11 dias perdido no estado de São Paulo, após viajar acidentalmente para o município de Santa Rita do Passa Quatro, a 326 km de Praia Grande-SP. Na ocasião, ele achou que o ônibus que havia pegado o levaria para uma rua de mesmo nome. Após ser encontrado, o paraguaio relatou que passou cerca de 10 dias caminhando por estradas, até conseguir pegar o ônibus.

Luiz Fernando foi achado em um posto de saúde da cidade de Santa Rita do Passa Quatro. Ele já estava no Brasil há 15 dias, quando decidiu visitar um colega e um familiar que estavam em São Paulo. O jovem mora em Caaguazú, uma cidade do Paraguai, e veio para Praia Grande-SP em uma excursão, no último dia 11. Luiz Fernando não fala português e acabou se perdendo do grupo. Ele ficou desaparecido por 11 dias, até ser localizado no interior do estado, em uma unidade de saúde.

O costureiro Antonio Silvero, de 35 anos, amigo de Luiz, relatou ao Portal G1 que ambos viajaram no último dia 11, em uma excursão com quase 30 pessoas para aproveitar o dia de sol na praia. “Era um bate e volta”, conta.

No dia do desaparecimento, Antonio havia entrado no mar com algumas pessoas e, ao voltar, percebeu que o amigo não estava mais lá. Luiz deixou o local sem mochila ou celular e ficou perdido durante 11 dias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O tio do rapaz, Raul Aguilera Lopez, de 45 anos, falou sobre o caso em entrevista ao G1, nesta terça-feira (27). De acordo com o familiar, Luiz Fernando achou que sua mochila havia sido furtada e iniciou uma procura por conhecidos. Na ocasião, ele andou pela praia durante toda a noite, mas acabou se afastando ainda mais do grupo.

“Ele me disse que ficou vagando pela praia a noite toda. De manhã, ele subiu para uma avenida, onde encontrou um rapaz e pediu para fazer uma ligação para o celular dele”, conta.

A ligação do jovem não foi atendida e, já durante a manhã, ele optou por procurar ajuda na cidade. Durante mais algum tempo de caminhada, ele chegou à saída de Praia Grande-SP, onde conseguiu uma carona até São Paulo.

“O homem deixou ele em uma rodovia, que eu acredito ser perto de São Bernardo. Como ele não conhece aqui fica difícil falar com certeza. E então, ele foi andando, em busca de casa”, afirma Raul.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O rapaz passou aproximadamente dez dias andando, para tentar chegar à Capital, no entanto, acabou indo parar no interior.

Luiz relatou que ficou dez dias vagando na rua, apenas com a roupa do corpo e com os pés descalços. Nesse período, ele foi ajudado por diversos caminhoneiros, que davam água e alimento para ele. O jovem disse ainda que foi bem tratado durante o tempo que ficou perdido.

Passados os dez dias, o rapaz chegou à rodoviária, onde conseguiu pegar um ônibus, que achou que o levaria até a Rua Santa Rita do Passa Quatro, no Jardim Brasil, mas que o levou para a cidade no interior do estado. No local, com muita dificuldade, segundo Raul, o jovem conseguiu descobrir onde ficava a Assistência Social.

Ele chegou até a instituição durante a noite e, já pela manhã, conseguiu ser atendido. A equipe da assistência social encaminhou o jovem para receber atendimento médico, já que ele apresentava vários ferimentos nos pés. Em seguida, a família foi avisada da localização de Luiz e, no último dia 22, ele foi encontrado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade