fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Paquistanês mata esposa com pedradas em “crime de honra”

Allah Baksh teria matado Waziran com ajuda do irmão Kareem Baksh.; ambos foram presos

Avatar

Publicado

em

Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

Um paquistanês foi preso após ter apedrejado a esposa até a morte. A mulher, identificada apenas como Waziran, veio a óbito aos 24 anos. O corpo da jovem foi encontrado à beira de uma estrada, em estado desfigurado. 

O pai da vítima havia informado que a filha teria sofrido um acidente. No entanto, ele mudou o depoimento à polícia e imputou o genro do crime. Allah Baksh teria matado Waziran com ajuda do irmão Kareem Baksh. Ambos foram presos.

De acordo com a imprensa do Paquistão, o suspeito e a mulher teriam discutido sobre o “watta satta”, forma de casamento que envolve uma troca recíproca de cônjuges entre duas famílias. O watta sata consiste no casamento de um irmão e uma irmã de uma família com outro casal de irmãos de outra família.

Em um vídeo postado pelo advogado Ayaz Latif Palijo, o pai de Waziran chora sobre o túmulo da filha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Áreas rurais, tribais e feudais do Paquistão se tornaram campos de matança de mulheres”, disse ele, segundo o “Daily Star”.

Desde 2016, a legislação paquistanesa sofreu alterações para impedir a impunidade dos que cometem crimes de honra. Antes, aos assassinos era dado o direito de andar livres, caso fossem perdoados pelos membros da família da vítima.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade