Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Mulher agredida em bar diz que não recebeu ajuda de ninguém que estava no estabelecimento

Ela foi à delegacia e depois ao IML para fazer exame de corpo de delito

Letícia Perdigão

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
redacao@grupojbr.com

A comerciante de 29 anos agredida em um bar, neste domingo (24), disse em entrevista ao Portal G1, que o estabelecimento estava cheio e, mesmo assim, não recebeu ajuda de ninguém quando foi empurrada por um homem, jogada no chão e atingida por soco. As agressões foram gravadas por câmera de segurança do bar. 

Ela foi atacada por dois homens dentro de um bar em Belo Horizonte-MG. A comerciante deixa claro que não queria que houvesse outras agressões para livrá-la dos suspeitos, mas acha que eles poderiam ter sido contidos até a chegada da polícia. 

A vítima contou, ainda, que aguarda o inquérito policial e quer que o os culpados sejam punidos. De acordo com a ocorrência, um dos suspeitos fugiu. Ela não conhece nenhum dos envolvidos na agressão. 

O caso 

Uma mulher, de 29 anos, foi agredida neste domingo (24) em um bar. Imagens da câmera de segurança flagraram o momento em que a vítima é empurrada e jogada no chão. Ela leva tapas e socos.

De acordo com a vítima, o grupo de homens não queria que  uma mesa fosse colocada perto deles. A mulher estava no bar com o pai. 

Ela conta que o homem foi para cima dela, a xingando, e ela respondeu aos xingamentos, logo depois ele a empurrou. Ao cair, ela bateu a cabeça e ficou tonta. 

Ela levou um soco no rosto, e desmaiou. Ela conta que quando acordou, o homem já havia fugido. 

O pai da vítima chegou em seguida sem saber o que teria acontecido. A mulher foi, por conta própria, para o Hospital Felício Rocho. Ela reclama da omissão das testemunhas.

O dono do bar disse que a orientação dada aos garçons é de sempre intervir nessas situações. O caso ocorreu em Belo Horizonte-MG e foi registrado na delegacia. 


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade