fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

MP de Roraima pede nova prisão de médico acusado de estuprar três meninas

Conforme o recurso, a soltura do acusado apresenta ameaça contra às vítimas e familiares, além da possibilidade de fuga

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Após ser solto pela Justiça no dia 4 de fevereiro, o médico Damião Edme Diniz, de 48 anos, teve sua prisão requisitada novamente pelo Ministério Público de Roraima.

O médico é acusado de estuprar três meninas, com idades de 13 e 14 anos, amigas da própria filha, além do envio de foto pornográfica a uma das adolescentes. Conforme o recurso, a soltura do acusado apresenta ameaça contra às vítimas e familiares, além da possibilidade de fuga.

Ainda de acordo com o documento, as mães da vítimas procuraram o MPRR para informar que as adolescentes se sentem inseguras e abaladas psicologicamente com o médico em liberdade.

A decisão de soltar o acusado foi do desembargador Ricardo Oliveira. Na decisão, ele afirmou que não lhe parecia “razoável manter uma pessoa presa preventivamente porque passou a mão ou apalpou os seios de duas adolescentes, por cima da roupa, sem causar maiores consequências físicas ou psicológicas às vítimas, que continuaram a frequentar a casa do acusado, por serem amigas de sua filha, mormente em se tratando de réu primário, sem antecedentes, com residência fixa, ocupação lícita e família constituída.”

O caso

Damião Edme Diniz foi preso no dia 31 de outubro de 2019, suspeito de estuprar três meninas. O caso foi descoberto após mãe de uma das vítimas denunciar o crime à Polícia Civil.

De acordo com as investigações, em um dos casos, ele assediou uma garota de 14 anos e enviou a ela uma foto do pênis. As outras duas vítimas foram abusadas quando estiveram na casa dele.


Leia também
Publicidade