fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Motorista se emociona ao ver bilhete de ciclista que bateu no carro dela

Jovem havia sido atropelado por um carro e teve a bicicleta prensada contra o automóvel da mulher

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
[email protected]

Um rapaz ao deixar um bilhete no retrovisor de um carro para se desculpar por ter danificado o veículo, comoveu a dona do automóvel e muitas pessoas nas redes sociais. A colisão ocorreu na quarta-feira (20).  

O jovem foi atropelado por um carro e acabou sendo prensado com sua bicicleta contra o veículo da empresária Renata Cristina de Carvalho, de 37 anos. Ela conta que estava na imobiliária do irmão, quando saiu para levar a filha para escola, e viu o bilhete no retrovisor.

Em entrevista ao Portal G1, Renata relata: “Nunca achei que era isso, pensei que era alguém pedindo algo. Na hora nem percebi que tinha caído do meu retrovisor. Então me surpreendi com a mensagem avisando o ocorrido e pedindo que eu entrasse em contato”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nesse momento, a empresária conta que olhou e percebeu que, na verdade, o retrovisor não havia quebrado. “Como estava pendurado, a pessoa achou que quebrou. Achei uma ação sensacional, uma atitude nobre. Hoje em dia é muito difícil ver pessoas honestas, que tem esse tipo de atitude. E por mais que tivesse quebrado, depois do bilhete, eu não cobraria ele, porque só pela honestidade já valeu a pena”, finaliza.

O bilhete foi deixado pelo frentista Israel Nascimento Gomes Sousa, de 19 anos. Ele contou ao Portal G1 que estava indo para um compromisso com a irmã e o carro de Renata estava estacionado no canteiro. 

De acordo com ele, o motorista que o atropelou não prestou ajuda. Com o susto, a irmã o ajudou a levantar e sentar na calçada. Os dois esperaram para ver se a proprietária do veículo aparecia, mas não a encontraram.

“Estávamos com um pouco de pressa, então fomos ao bar, pegamos um guardanapo e caneta emprestada com o comerciante, e minha irmã anotou o bilhete. Eu fiz o que considero certo. Me coloquei no lugar do dono daquele carro e iria ser isso que eu gostaria que fizessem se fosse comigo. Foi essa a educação que recebi dos meus pais”, finaliza.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade