fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Motorista de aplicativo é assaltada e estuprada; três suspeitos foram presos

Ela relatou que homem a levou para um matagal, onde ficaram por cerca de duas horas, enquanto ela implorava para não ser agredida sexualmente

Avatar

Publicado

em

Foto: Arquivo pessoal
PUBLICIDADE

A motorista de aplicativo Adélia Neta, de 36 anos, relatou ter passado momentos de terror após ter sido assaltada, estuprada e mantida refém em um matagal. Após o crime, os três agressores ainda roubaram o carro da vítima.

De acordo com a Polícia Civil, os três suspeitos de envolvimento no assalto foram presos nessa segunda-feira. Dois deles devem responder por roubo com restrição de liberdade e o terceiro também vai responder por estupro. O crime ocorreu na noite de domingo (20), na Zona Oeste do Recife.

Adélia sofreu a agressão durante o período de trabalho, após receber uma chamada nas proximidades. Ela relatou ao Portal G1 que o atendimento foi solicitado por meio da conta de uma mulher, cadastrado com 23 viagens solicitadas ao aplicativo InDriver.

“Eles colocaram alguma arma no meu pescoço e me levaram para um matagal. Um ficou comigo e dois saíram com o veículo. Acredito que eles usariam o carro para algum assalto”, contou a vítima ao Portal G1.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ela relatou ainda que o homem a levou para um matagal, onde ficaram por cerca de duas horas, enquanto ela implorava para não ser agredida sexualmente. Adélia contou que o homem passou a mão pelo corpo dela, mas não houve sexo.

Após o crime, Adélia prestou depoimento à polícia e, ao chegar em casa, não conseguiu dormir.  Com a prisão dos suspeitos, Adélia afirma que espera que a justiça seja cumprida.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade