fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Morre cadela que teve boca dilacerada no Réveillon

Segundo a Polícia Civil, o suspeito ouvido diz que jogou o rojão no chão e a cadela pegou em seguida. Ela perdeu parte da mandíbula

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Lívia Marra

Rebeca não resistiu. A cadela que teve a boca dilacerada por fogos de artifício no Réveillon morreu na segunda-feira (11), após forte infecção.

O caso aconteceu em Piraquara, região metropolitana de Curitiba. Inicialmente, a suspeita era de que a bomba havia sido amarrada a seu corpo, já que barbante foi encontrado durante a limpeza do ferimento. No entanto, segundo a Polícia Civil, o suspeito ouvido diz que jogou o rojão no chão e a cadela pegou em seguida. Ela perdeu parte da mandíbula e teve a língua bastante machucada.

A cadela passou horas agonizando, sem atendimento, na primeira madrugada do ano. Foi resgatada em estado muito grave pela ONG Grupo Força Animal, em parceria com a Delegacia do Meio Ambiente, e levada para uma UTI veterinaria.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Rebeca foi operada no dia 5, quando foi retirada grande parte da mandíbula e um pedaço da língua. Imagens divulgadas pela ONG após a cirurgia mostravam a cadela já sentada e até abanando o rabinho para as pessoas.

No entanto, nos últimos dias, ela voltou a piorar devido à infecção. Na segunda, sofreu uma parada cardiorrespiratória e, apesar das tentativas de reanimação, não resistiu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a Polícia Civil, embora o homem ouvido tenha dito que não teve a intenção de machucar o animal, as investigações prosseguem.

As informações são da FolhaPress

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade