Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Menino de 12 anos diz que mãe o obrigava a pedir dinheiro na rua para ela comprar crack

Adolescente conta que apanhava quando não chegava com dinheiro em casa. Conselho Tutelar estuda a situação há seis anos

Publicado

em

Publicidade

Da redação
redacao@grupojbr.com

Um menino de 12 anos vivia um verdadeiro inferno dentro de casa, em Goiânia. Ao Conselho Tutelar do estado, ele conta que a mãe o obriga a sair pedindo dinheiro pelas ruas da capital goiana. No fim do dia, ele tem de voltar para casa com os valores para que a mulher possa comprar crack e alimentar o vício.

O conselheiro tutelar pergunta ao jovem o que acontece se ele não levar dinheiro para casa. “Ela me bate. Ela começa a xingar, bate, grita […] porque ela quer fumar. Ela começa a ficar brava.” O menino conta que colhia cerca de R$ 50 reais.

O pai da criança foi morto a tiros. Dos 11 irmãos, três morreram no parto, e os outros oito já foram distribuídos pelo Conselho Tutelar aos tios, outros membros da família e abrigos de Goiânia. Ele quer ter o mesmo caminho, como explica o conselheiro tutelar Dácio Anacleto.

Publicidade
“Ele preferiu ir para um abrigo do que voltar para casa. É um gesto de socorro. Ele falou que não dava mais conta de conviver com a mãe. Imagina a tortura psicológica que esse menino estava passando”, contou o conselheiro, ao portal G1.

Dácio afirma que o Conselho Tutelar acompanha a história do garoto há seis anos. Ele acredita que o problema seja questão para a saúde pública, uma vez que a mãe da criança é dependente química.

A mulher não foi identificada pela reportagem. O conselheiro recomenda que a população não dê dinheiro a jovens de rua. O certo a se fazer, segundo Dácio, é contatar o Conselho Tutelar da região.

 

Você pode gostar
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *