fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Menina foi morta por caminhoneiro em canavial onde o corpo foi encontrado

Jovem apresentava marcas de facadas no tórax e no pescoço

Lindauro Gomes

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
[email protected]

A adolescente Karolina Oliveira, de 16 anos, foi morta em um canavial, onde o corpo foi encontrado no último dia 6 de agosto. O suspeito do crime, um caminhoneiro de 34 anos, preso neste sábado (31), nega a autoria do homicídio.

Segundo investigações, a menina estava andando quando foi abordada pelo caminhoneiro em um posto de combustíveis. Ele conversou alguns minutos com a vítima e usou alguma estratégia para fazê-la entrar no veículo.

Segundo o suspeito, o contato dele com a adolescente foi para procurar uma farmácia na cidade. Os exames concluíram, segundo a Polícia Civil, o corpo de Karolina tinha vestígios de esfaqueamento no tórax e no pescoço. Foi colhido material genético no corpo da vítima para informações mais precisas sobre o crime.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na última quinta-feira (29), dois homens foram presos suspeitos de participarem da morte da menina. O caso aconteceu em Goianinha-RN. De acordo com a polícia, os suspeitos estavam com o celular da vítima.

‘Espero que minha filha, agora, descanse em paz’. As palavras são da dona de casa Ednilda Fernandes, ao G1, logo após saber da prisão de um caminhoneiro, apontado pela polícia como o homem que assassinou a facadas a filha dela.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O caminhoneiro que aparece nas imagens de câmeras de vigilância abordando mulheres no meio da rua, nega ter tido contato com Karolina, mas a polícia chegou ao suspeito após rastrear o celular da vítima, que há poucos dias também tinha sido encontrado com outros dois homens que também foram presos.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade