fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Mãe vive confinamento com filhos de gestação quíntupla: “tem sido uma loucura”

No apartamento de 100m², as crianças ficam agitadas e correm pelo imóvel durante boa parte do dia

Avatar

Publicado

em

Foto: Arquivo pessoal
PUBLICIDADE

A história de uma família brasileira ganhou repercussão em todo o país, principalmente por conta da gestação quíntupla de Karina Barreira, de 40 anos, que relata uma rotina agitada com os cinco filhos. Atualmente, devido ao confinamento de mais de 70 dias e por conta da suspensão das aulas, os pais estão ainda mais ativos. Arthur, Gabriela, Giulia, Laís e Melissa, de cinco anos, brincam e chamam a atenção dos pais durante todo o dia. 

Os pais das crianças, João Biagi Júnior, de 41, e Karina se unem para dar conta dos cinco filhos dentro de casa o dia inteiro, além dos trabalhos domésticos do dia. Karina relata uma mudança brusca na rotina que ocorreu devido à suspensão das aulas. 

A mãe revela que a rotina de todos acabou mudando porque tiveram que se adaptar a novos horários, já que as crianças não estão indo para a escola e, por isso, acabam acordando mais tarde. “Quando estavam estudando, tiravam um cochilo à tarde, mas agora eles ficam acordados direto até as 22h”, relatou a mãe ao Portal G1.

No apartamento de 100m², as crianças ficam agitadas e correm pelo imóvel durante boa parte do dia. Entre as atividades das crianças, destaca-se: brincadeiras, desenhos e atividades com brinquedos. Além disso, os quíntuplos também brigam e chamam a atenção dos pais. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Cada dia é uma brincadeira. Tem sido uma loucura. Não sei quantas vezes escuto a palavra ‘mãe’ por dia, mas também é muito gostoso ter eles mais perto, ver cada evolução. Procuramos nos dividir ao máximo para cumprir as tarefas e dar atenção para as crianças. Acredito que, por serem cinco, é um pouco mais fácil porque brincam um com o outro”, conta a mãe. 

Com o confinamento, Karina relata que as crianças ficam mais estressadas, já que sentem falta de ir para a escola. Os irmãos não veem a hora de rever os amigos. Mesmo gostando de passar mais tempo com os filhos, a mãe relata que sente falta dos filhos irem à escola. “Educação é tudo”, afirma Karina.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade