fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Madrasta é presa suspeita de obrigar enteadas a se prostituírem

Garotas são menores de idade. Elas eram embriagadas antes de se relacionarem. Clientes tinham entre 34 e 90 anos

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
redacao@grupojbr.com

Uma mulher foi presa suspeita de obrigar as enteadas, de 11 e 15 anos, a se prostituírem. Os clientes, sempre homens, tinham entre 34 e 90 homens. As garotas eram embriagadas antes de manterem as relações sexuais.

O caso aconteceu em Miranorte, no Tocantins. Após meses de investigações, a polícia prendeu a madrasta, 25 anos, na última sexta-feira (1).

Sete homens, de 34, 35, 41, 44, 58, 71 e 90 anos, foram indiciados pelos crimes de estupro de vulnerável e favorecimento de prostituição de adolescente. Eles são suspeitos de praticar relações sexuais com as vítimas e vão responder em liberdade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com as investigações realizadas pela Polícia Civil, os homens pagavam de R$ 100 a R$ 150 para ter relações com as vítimas, que eram obrigadas a repassar o dinheiro para a madrasta.

A madrasta responderá por favorecimento da prostituição de criança e adolescente, pelo fato de ela ter autoridade sobre as vítimas. Ela também terá de responder pelo fornecimento de bebida alcoólica a criança e adolescente.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade