fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Justiça condena homem que matou gata em lavanderia

O cadáver do animal foi encontrado por um cliente, que denunciou o crime à polícia

Lindauro Gomes

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da Redação
[email protected]

Um malaio que matou uma gata que estava grávida ao colocar o animal em uma secadora de roupas foi condenado a 34 meses de prisão, informou a agência de notícias Bernama.

O fato, que aconteceu em uma lavanderia da capital da Malásia, Kuala Lumpur, em setembro de 2018, foi filmado por uma câmera de segurança. As imagens provocaram a revolta da população.

“Espero que esta sentença sirva de lição para o acusado e para o público em geral. Para que ninguém seja cruel com os animais”, declarou o juiz Rasyihah Ghazali.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O homem de 42 anos, identificado como K. Ganesh, foi condenado à prisão na terça-feira. Ele se declarou culpado de violação à lei de proteção dos animais.

Também terá que pagar uma multa de 40.000 ringgit (9.700 dólares), mas permanece em liberdade sob fiança à espera da análise da apelação.

Um primeiro acusado, um taxista, foi condenado a dois anos de prisão em janeiro, no mesmo caso. As imagens das câmeras de segurança da lavanderia viralizaram nas redes sociais da Malásia. O vídeo mostra mostra o momento em que os dois colocam a gata na secadora.

O cadáver do animal foi encontrado por um cliente, que denunciou o crime à polícia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Agence France-Presse




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade