Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

Juiz critica comentários preconceituosos sobre “jeito simples”

“Só porque eu passei no concurso não posso comer na feira? Não posso ir em um lugar simples? Tenho que sempre andar arrumado, na pose, bancando o fino e elegante?”, publicou em uma rede social

No último domingo (17), um juiz do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, utilizou as redes sociais para fazer um desabafo após ouvir comentários ao decidir ir à feira para tomar um caldo de galinha caipira.

O maranhense André Alencar ainda revelou que foi julgado por ter ido a um bar na noite de sábado (16). “Só porque eu passei no concurso não posso comer na feira? Não posso ir em um lugar simples? Tenho que sempre andar arrumado, na pose, bancando o fino e elegante?”, publicou.

O magistrado afirmou ser “uma pessoa simples, que veio de baixo”, e não se importa com “status”. “Adoro sair por aí de bermuda e chinelo, e isso não define quem eu sou”. De acordo com o juiz, ele teria sido comparado a um estagiário: “Me falaram que sou juiz, mas com cabeça de estagiário, que eu não tenho bom senso”.

André ressaltou que não quis ofender nenhum estagiário, uma vez que “são tão importantes quanto qualquer servidor. Apenas reproduzi o que me foi dito”.

Outros internautas aproveitaram o relato para contar experiências parecidas em meio a diversas interações na postagem.








Você pode gostar